Thor Batista falta audiência no R.de Janeiro e juíza determina novo laudo

A promotoria apresentou ao Instituto de Criminalística os dados necessários para a elaboração do laudo

O empresário Thor Batista, filho de Eike Batista, faltou ao interrogatório marcado para esta terça-feira na 2ª Vara Criminal de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Seus advogados de defesa apresentaram à juíza Daniela Barbosa Assumpcão de Souza um atestado médico alegando que ele precisa de repouso, e a magistrada pediu que os defensores apresentem os motivos dessa necessidade. O interrogatório foi remarcado para o dia 25 de abril.

Atendendo um pedido do Ministério Público (MP), a juíza Daniela Assumpção determinou também que novo laudo pericial seja realizado para detectar a velocidade do carro do empresário na hora do atropelamento. Thor responde a um processo por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) pela morte do ciclista Wanderson Pereira dos Santos, 30 anos, ocorrida em 2012 na rodovia Washington Luís, em Xerém.

A promotoria apresentou ao Instituto de Criminalística os dados necessários para a elaboração do laudo e a defesa do empresário tem cinco dias úteis para apresentar os quesitos que serão respondidos pelos técnicos.

Thor atropelou Wanderson Pereira dos Santos no dia 17 de março, quando dirigia uma Mercedes-Benz SLR McLaren na BR-040, em Duque de Caxias. A vítima morreu depois de ser arremessada, pelo impacto do carro, a uma distância aproximada de 65 metros. Thor estava habilitado para dirigir desde dezembro de 2009. Se condenado, o filho do empresário pode ser condenado de dois a quatro anos de prisão.



Fonte: Terra