"Tinha esperança de achá-lo vivo", diz esposa de morto em queda de ônibus

Passageiro de articulado foi arremessado de coletivo que caiu de viaduto.

O homem que morreu após um ônibus articulado despencar de um viaduto no centro de Campinas (SP) era passageiro do coletivo e estava indo para o trabalho quando houve o acidente na madrugada desta terça-feira (23). O pedreiro José Antônio da Silva, de 45 anos, foi arremessado para fora do coletivo e não resistiu aos ferimentos. "Eu tinha esperança de encontrar meu marido vivo", desabafou a esposa Kelly Cristina Fidêncio.





Kelly ficou sabendo do acidente com a linha 1.17 quando já estava trabalhando em um supermercado da cidade. Ela tentou ligar para o marido, mas como ele não atendeu às ligações, ela buscou informações no Hospital Municipal Mário Gatti e no local do acidente, onde foi informada sobre a morte. "Eu tinha esperança de encontrar ele vivo", desabafou.

José Antônio da Silva deixa quatro filhos. Ele foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Campinas. Outras 22 pessoas, entre passageiros, motorista e cobrador do coletivo, ficaram feridos na queda de cerca de 4 metros de altura, segundo a Polícia Militar. O articulado atingiu um carro que estava parado, mas os dois ocupantes não ficaram feridos e passam bem. Abaixo do viaduto fica o terminal de ônibus da cidade.

Segundo a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), o motorista do ônibus da linha 1.17 não conseguiu fazer uma curva e perdeu o controle da direção.

Os 22 feridos foram atendidos pelo Samu e levados para as unidades de pronto-atendimento São José e Centro, além dos hospitais Ouro Verde e Beneficência Portuguesa. O boletim médico das vítimas não havia sido divulgado até esta publicação.

Acidente

O ônibus articulado fazia a linha 1.17 - DICs e Rótula, sentido Centro. Por volta das 5h40, passava pelo Viaduto Miguel Vicente Cury para acessar a Avenida Moraes Sales quando o motorista perdeu o controle da direção em uma curva, o coletivo derrapou, quebrou a proteção de concreto e caiu sobre um carro estacionado. O local do acidente é o mesmo onde um carro caiu na manhã de segunda-feira (22).

As causas do acidente estão sendo investigadas. A assessoria de imprensa da Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano (Transurc) informou que o ônibus envolvido no acidente transportava cerca de 40 pessoas e que era a primeira viagem do dia. O veículo tem capacidade para transportar 43 passageiros sentados. O coletivo passou por vistoria obrigatória no dia 4 de junho e por manutenção preventiva no dia 18 de julho, e que não apresentava problemas mecânicos, de acordo com a Transurc.

Fonte: G1