TJ-PI apresenta política de gestão documental

A política foi apresentada aos juizados da capital

Com o advento do III Encontro Estadual da Secretaria de Varas e Diretores de Secretarais, o Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) apresentou aos juizados da capital a política de gestão documental que está sendo implantada pela entidade no Estado, nisso, foram explicitadas as novidades condizentes com o sistema, assim como puderam ser sanadas as dúvidas referentes as ferramentas tecnológicas e o suprimento de fundos das unidades judiciárias. Com tal abstração, a principal meta é dar celeridade ao processo, tendo em visa a evolução na busca documental, viabilizando também a preservação do acervo histórico do órgão.

O corregedor-geral de Justiça, desembargador Sebastião Ribeiro Martins, enaltceu a iniciativa, apontando que com a padrdonização e correta catalogação dos arquivos será possível uma melhor prestação jurisdicional nas varas e juizados. A política atende ao programa estabelecido nacionalmente, seguindo uma série de regras e normas que contribuem para melhorias significativas. Na ocasião da apresentação, os serventuários ainda receberam conhecimentos básicos em torno da preservação e eliminação de processos juficiais.

Participaram do ato solene de abertura do eventos os desembargadores Pedro Macedo, Othon Lustosa, ouvidor-geral do TJ-PI e Edvaldo Moura, presidente do Tribunal Regional Eleitgoral do Piauí; o juiz auxiliar da Presidência do TJ-PI, Paulo Roberto Araújo, representando o presidente desembargador Raimundo Eufrásio Alves Filho e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, William Guimarães. Agora, as ações devem seguir pelas demais regiões do Piauí, nisso, no dia 24 de julho acontece a segunda etapa do IIIEncontro Estadual de Secretários de Varas e Diretores de Secretarias de Juizados, dessa vez com a presença de secretários de Varas e Juizados das comarcas do interior do Estado.

Fonte: Francy Teixeira