Trabalhadores do setor elétrico param por 48 horas

Trabalhadores do setor elétrico param por 48 horas

A categoria alega que mais de 40% dos profissionais que atuam são de empresas terceirizadas.

Os trabalhadores do setor elétrico de todo o Brasil vão paralisar suas atividades por um período de 48h. Nesta quinta e sexta-feira, 24 e 25 respectivamente. Mais de 27 mil profissionais vão cruzar os braços para cobrar melhorias nos serviços que são oferecidos à população.

O presidente da Associação dos Urbanitários do Piauí, Francisco Ferreira, explica que a ideia é buscar junto ao Poder Público a recuperação das empresas que atuam no setor elétrico. Segundo ele, atualmente faltam recursos para investir em melhoria dos serviços como também na melhoria da qualidade do trabalho dos servidores.

?Esta paralisação é para que a Direção da Eletrobras tome conhecimento de que nós não estamos satisfeitos com os serviços prestados e com a gestão que hoje ela tem. Nós temos uma dificuldade muito grande em resolver os problemas regionais à frente da gestão nacional da Eletrobras?, disse o presidente.

Além da melhoria dos serviços em todo o estado do Piauí, a realização de concurso público é outra reivindicação do Sindicato dos Urbanitários. A categoria alega que mais de 40% dos profissionais que atuam são de empresas terceirizadas.

Só no Piauí a paralisação vai envolver mais de 2 mil trabalhadores durante as 48h de manifestação, enquanto apenas 30% do quadro vai estar trabalhando. O Sindicato não descarta a possibilidade de uma greve futura. ?Nós temos que buscar alternativas através das nossas lutas. Vamos lutar no sentido de mostrar nossa insatisfação e dizer para a sociedade que nós não somos coniventes com a forma de administração que estamos tendo hoje."

Fonte: Denison Duarte