Trabalho de piauiense está entre os melhores em um Congresso

O 15º CBCENF bateu recorde de trabalhos científicos, com mais de 2.800 inscritos.

Com uma participação ativa, o Conselho Regional de Enfermagem do Piauí mais uma vez marcou presença e fez história na 15ª edição do Congresso Brasileiro dos Conselhos de Enfermagem (CBCENF), em Fortaleza, realizado entre os dias 09 e 12 de agosto. Acadêmicos e profissionais de enfermagem de todo o País participaram de cursos, oficinas, palestras, debates e uma variada troca de conhecimentos nas áreas de políticas públicas aplicadas à Enfermagem e à Saúde Pública em geral.

O 15º CBCENF bateu recorde de trabalhos científicos, com mais de 2.800 inscritos para avaliação. Foram mais de 500 comunicações coordenadas, mais de 1.200 pôsteres e cerca de 50 palestras, mesas redondas e conferências. Os eixos temáticos abordados trataram sobre Ética e Legislação em Enfermagem, Vulnerabilidade Social e Determinantes de Vida e Trabalho.

Para Ítala Mônica Santos, Bacharel em Enfermagem da Universidade Federal do Piauí, o CBCENF é um evento importante, pois é considerado o maior congresso científico da área de saúde na América Latina. ?Gosto muito de eventos assim, participar de congresso é uma forma de atualização e de produção de conhecimentos. Desde quando eu era acadêmica participava de congressos e sempre levava trabalhos, mas nunca tive coragem de concorrer a prêmio No entanto, nesta edição fui incentivada pela coordenadora do nosso grupo de pesquisa, a professora Ana Izabel, o qual depositou confiança em mim?, explica Ítala Mônica Santos.

Baseado na monografia de conclusão de curso de Joelma Barros Nicolau e a colaboração da Ana Izabel Oliveira, o projeto sobre ?O uso do preservativo por casais heterossexuais em união estável? foi inscrito como apresentação de trabalho científico por Ítala Mônica Sousa, a qual foi eleita como a representante do grupo do melhor trabalho na categoria ?Determinantes de Vida e Trabalho? apresentado no 15° CBCENF.

?Em um primeiro momento minha intenção era somente passar pela experiência da apresentação oral num evento dessa grandeza. Fiquei satisfeita com a minha apresentação, mas não imaginava que iria ganhar o título de melhor trabalho e juntamente o prêmio de cinco mil reais. Quando ouvi o tema do meu trabalho sendo anunciado como ganhador não acreditei. Estou muito feliz por trazer está vitória para o Piauí?, destaca Ítala.

Na parte científica, o COREN-PI coordenou mesas redondas e debates sobre diversos temas. A presidente do COREN-PI, Dra Silvana Santiago, foi a coordenadora da conferência sobre "Proteção da vida da criança e sua vulnerabilidade ao ser hospitalizada", ministrada pela enfermeira paranaense Luciane Favero. A conselheira federal, Dra Fátima Sampaio, do Piauí, coordenou duas mesas redondas, sendo uma sobre "Segurança do paciente - redução da vulnerabilidade" e outra cujo tema foi "Equívocos nas ações de saúde: responsabilidade e consequências".

Fonte: Ícone