Traficantes estão destruindo ginásio poliesportivo na z.Sul

Traficantes estão destruindo ginásio poliesportivo na z.Sul

O secretário da Semel visitou o local e reconheceu a importância de uma assistência mais efetiva

No conjunto Mário Covas, zona Sul de Teresina, os traficantes e os vândalos estão destruindo o ginásio poliesportivo. A obra é nova e ainda não foi inaugurada pela prefeitura. Os banheiros estão quebrados, os postes de iluminação foram retirados, as pias e os equipamentos esportivos já foram destruídos.

O secretário de Esportes e Lazer, Galba Coelho, foi convocado pela comunidade para tomar medidas alternativas para que os espaços com atividades reservadas para a comunidade sejam preservados. ?A princípio nós vamos fazer intervenções físicas. Algumas colunas servem como acesso para eles durante a noite. Eles adentram o ginásio e carregam torneiras e lâmpadas. Eles já fizeram depredações na frente. Os postes de ferro já foram levados. Vamos tentar diminuir essa possibilidade de ocorrência?, disse ele.

Uma escolinha de futsal foi instalada no conjunto Mário Covas há mais de 02 anos, contemplando cerca de mais 160 pessoas que se reúnem para treinar duas vezes por semana. A iniciativa hoje está ameaçada pelo vandalismo.

O coordenador da escolinha de futsal Alfa, Afonso Cunha, explica que o Conjunto Mário Covas fica bem próximo a uma área de alto risco à criminalidade, porém, há mais de um ano não há registro de crianças envolvidas no tráfico de drogas, uma vitória que ele associa às atividades esportivas realizadas no ginásio.

A continuidade da batalha exige mais ação e apoio do município para que a prática esportiva possa ter mais continuidade e que as crianças e jovens não sejam seduzidos pela marginalidade. ?Para uma guerra, a gente deve estar armado. Qual é a arma que a gente pede? Estrutura para trabalhar os adolescentes, a gente não quer mais do que isso!?, disse o coordenador.

Fonte: Denison Duarte