Trânsito da zona Leste passa por mudanças

capital possui, sozinha, 409.965 veículos, onde a maioria é automóve

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA QUINTA-FEIRA (12) DO JORNAL MEIO NORTE

Dados divulgados recentemente pelo Departamento Nacional de Trânsito (DETRAN) mostram que Teresina já possui um trânsito de metrópole, sobretudo na zona Leste que possui mais veículos por concentrar pessoas de maior poder aquisitivo. A capital possui, sozinha, 409.965 veículos, onde a maioria é automóvel (177.428). Este número representa 43,24% da frota do estado inteiro. Nestas condições, os congestionamentos se tornam uma realidade cotidiana da população.

E com objetivo de diminuir o tempo de espera no trânsito, a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (STRANS) está realizando uma série de modificações semafóricas na zona Leste. “Estamos fazendo um reajuste na circulação do trânsito de toda aquela região. Além de mudar os sinais, vamos abrir novas opções de trânsito”, explica José Falcão, diretor de trânsito diário.

A mais recente modificação acontece a partir de hoje no cruzamento das Avenidas Nossa Senhora de Fátima e Jóquei Clube, onde foi impedida a conversão a direita. Segundo Falcão, esta medida diminuirá consideravelmente os engarrafamentos no sentido de quem vai para a Avenida Raul Lopes. “Este cruzamento possui um fluxo de veículos muito grande e a nossa ideia é reduzir o tempo de espera nos sinais fechando a conversão e indicando os condutores a fazer nova rotas pelas ruas laterais. Tivemos uma boa experiência no cruzamento da Kennedy com a Dom Severino, que passou pela mesma modificação e mudou o tamanho da fila de carros de 400m para 100m”, pontua.

Segundo José Falcão, as mudanças semafóricas na Rua Honório Parente bem como sua completa revitalização tem como objetivo transformar esta via em uma opção a mais para desafogar o trânsito da zona Leste. Isso porque ela corta toda a região, da Avenida João XXIII até a Rua Juiz João Almeida.

Repórter: Lucrécio Arraes

Fonte: Lucrécio Arrais