Trânsito da zona Leste passa por mudanças para buscar mais fluidez em Teresina

Com o objetivo de diminuir o tempo de espera no trânsito, a STRANS está realizando uma série de modificações semafóricas na zona Leste. A mais recente modificação acontece a partir de hoje (12)

Dados divulgados recentemente pelo Departamento Nacional de Trânsito (DETRAN) mostram que Teresina já possui um trânsito de metrópole, sobretudo na zona Leste, que possui mais veículos por concentrar pessoas de maior poder aquisitivo.

A capital possui, sozinha, 409.965 veículos, a maioria é automóvel (177.428). Este número representa 43,24% da frota do Estado inteiro. Nestas condições, os congestionamentos se tornam uma realidade cotidiana da população.

E com objetivo de diminuir o tempo de espera no trânsito, a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (STRANS) está realizando uma série de modificações semafóricas na zona Leste.

“Estamos fazendo um reajuste na circulação do trânsito de toda aquela região. Além de mudar os sinais, vamos abrir novas opções de trânsito”, explica José Falcão, diretor de trânsito diário.

A mais recente modificação acontece a partir de hoje (12) no cruzamento das Avenidas Nossa Senhora de Fátima e Jóquei Clube, onde foi impedida a conversão à direita.

Segundo Falcão, esta medida diminuirá consideravelmente os engarrafamentos no sentido de quem vai para a Avenida Raul Lopes. “Este cruzamento possui um fluxo de veículos muito grande e a nossa ideia é reduzir o tempo de espera nos sinais, fechando a conversão e orientando os condutores a fazerem novas rotas pelas ruas laterais.

Tivemos uma boa experiência no cruzamento da Kennedy com a Dom Severino, que passou pela mesma modificação e mudou o tamanho da fila de carros de 400m para 100m”, pontua.

Porém, os condutores dividem opiniões acerca das mudanças trazidas pela STRANS. A psicóloga Isadora Chaves é uma delas. “Não acho que vai melhorar. Eu, durante sete anos, andei praticamente todos os dias por estas avenidas e cada vez que vejo um trajeto que antes era permitido e agora é proibido fico tentando achar a lógica disso.

A exemplo é a proibição para a conversão à esquerda da Avenida Dom Severino para a Avenida Nossa Senhora de Fátima. Sem possibilidade de dobrar, o condutor vai ter que ir atrás de um retorno longe, que além de dificultar, aumenta e transfere o problema”, reclama.

Já o fotógrafo Renan Melo acredita que as mudanças vão melhorar o tráfego da região. “Nas grandes cidades os cruzamentos funcionam desse jeito, e o fluxo anda melhor. Acredito que vai melhorar, sim”, pondera.

Novos sinais começaram a funcionar ontem

Além das mudanças semafóricas no cruzamento das Avenidas Nossa Senhora de Fátima e Jóquei Club, a zona Leste de Teresina também recebeu dois novos sinais desde ontem (11) em pontos distintos da Rua Honório Parente: um no encontro com a avenida Dom Severino e o outro com a Elias João Tajra.

Os sinais também serão aplicados para melhorar o tráfego. Esses sinais vão funcionar para conter os veículos de acordo com o tempo de sinalização ajustado, de modo que o trânsito possa fluir de forma mais rápida e os congestionamentos diminuam de forma considerável.

Rua Honório Parente será "válvula de escape"

Segundo José Falcão, as mudanças semafóricas na Rua Honório Parente, bem como sua completa revitalização, têm como objetivo transformar esta via em uma opção a mais para desafogar o trânsito da zona Leste. Isso porque ela corta toda a região, da Avenida João XXIII até a Rua Juiz João Almeida.

Falcão também aponta que a rua vai ajudar no trânsito consideravelmente. "Estamos finalizando a Honório Parente para que ela possa funcionar como um corredor viário, uma válvula de escape. Uma alternativa para vias como a Nossa Senhora de Fátima e a Homero Castelo Branco", finaliza o diretor de trânsito diário.

 

Fonte: Pollyana Carvalho e Lucrécio Arrais