Transporte de pessoas em veículos de carga já causou 504 acidentes no Piauí

A maioria desses acidentes acontecem em rodovias, mas dentro da cidade a cena se repete cotidianamente

O número de pessoas que são transportadas todos os dias em carrocerias de carros, caminhões e veículos de carga é alarmante, e as consequências da prática são muito perigosas. Segundo levantamento da Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (CIPTRAN), somente em 2014, foram 504 acidentes, com 80 feridos (sendo 20 com ferimentos graves e 40 com ferimentos leves) e 12 mortos, somente no estado do Piauí.

A maioria desses acidentes acontece em rodovias, mas dentro da cidade a cena se repete cotidianamente. De acordo com o Art. 230, inciso II, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), transportar pessoas em carrocerias de veículos implica infração de trânsito gravíssima. Quem desrespeitar a legislação está sujeito ao pagamento de multa no valor de R$ 191,54, além da perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e apreensão do veículo.

Para Samyra Motta, gerente de Educação no Trânsito da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (STRANS), o número alto ocorre em razão da falta de conscientização das pessoas para os perigos de transportar passageiros em caçambas e carrocerias: “As pessoas sabem que é perigoso, a verdade é que os condutores são imprudentes por continuarem com a prática dessa conduta”, afirma.

Os números repassados pelo CIPTRAN são abrangentes, e envolvem também as vítimas de outros veículos que podem ter participado dos acidentes: “Neste universo, engloba o resultado dos acidentes, ou seja, as vítimas, inclusive de eventuais outros veículos que estejam eventualmente no acidente”, finaliza o inspertor Almir Bílio de Alencar, do CIPTRAN.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

 

Fonte: Lucrécio Arrais