Travestis poderão usar "nome social" em órgãos públicos

O registro civil será inscrito apenas no verso do crachá

O governo federal garantiu na terça-feira o uso do "nome social" de travestis e transexuais no serviço público. Pela nova norma, o "nome social" será o único informado na parte da frente do crachá do funcionário, no e-mail funcional e em cadastros internos, listas de ramais e comunicações internas. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

O registro civil será inscrito apenas no verso do crachá. As medidas já são adotadas em alguns órgãos públicos, mas ainda não havia uma regulamentação geral.

Fonte: Terra