TRE-PI faz a intensificação do recadastramento biométrico

TRE-PI começou o processo de recadastramento em março do ano passado e continua com a ação até 31 de março

Do total de 531.532 eleitores de Teresina, 232.140 não realizaram o recadastramento biométrico até o momento e podem deixar de votar no próximo pleito.

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) começou o processo de recadastramento em março do ano passado e continua com a ação até 31 de março deste ano.

A Corte Eleitoral anunciou que irá intensificar o atendimento ao eleitorado teresinense, disponibilizando atendimento, também, aos sábados.

O eleitor terá disponível os serviços de recadastramento biométrico, em janeiro, de segunda a sexta, de 8:00 às 18:00h, e aos sábados de 8:00 às 12;00h, na Central de Atendimento ao Eleitor - CAE localizada na Rua 24 de Janeiro, esquina com Rua Coelho Ro-drigues - Centro, como também em outros postos de atendimento descentralizados em bairros como o Dirceu, Mocambinho e Parque Piauí.

O eleitor também poderá agendar o dia e a hora de seu atendimento pela internet, no site do TRE-PI. Os eleitores idosos, gestantes e portadores de necessidades especiais terão atendimento prioritário.

O recadastramento biométrico permitirá a identificação do eleitor por meio de suas impressões digitais no dia da eleição, reduzindo consideravelmente o tempo da votação. Esse sistema de identificação confere mais segurança aos pleitos, impedindo que uma pessoa tente se passar por outra no momento da votação.

Ao comparecer no local de atendimento o eleitor deverá apresentar cópia e original do título eleitoral, de um documento oficial com foto e comprovante de residência dos últimos três meses.

Dados atualizados da Justiça Eleitoral revelam que 8.885.161 eleitores de 24 Estados e do Distrito Federal já colheram as digitais e estarão aptos para votar após serem identificados por meio da urna com leitor biométrico nas eleições gerais de 2014.

Eles representam 64,28% dos cerca de 13,8 milhões de eleitores convocados para regularizar a situação nesta terceira etapa do recadastramento biométrico.

Fonte: Savia Barreto