Trecho da Ponte da Amizade está bastante comprometido

Segundo o engenheiro civil, Paulo de Tarso Mendes, a ponte completa não ocorre risco de desabamento, mas há riscos no acesso

Trecho da ponte Presidente José Sarney, mais conhecida como Ponte da Amizade, a qual liga as cidades Teresina e Timon corre risco de ceder na parte de sua descida para a Avenida Maranhão.

Segundo o engenheiro civil, Paulo de Tarso Mendes, a ponte completa não ocorre risco de desabamento, mas há riscos no acesso, onde chapas e fitas metálicas estão sem sustentação.

No interior da ponte há a presença apenas de fitas de sustentação, as quais têm a utilidade de manter as paredes laterais em posição vertical, mas como parte do aterro cedeu, deixando essa região oca internamente, apenas tais fitas estão sustentando essa região. Não há mais solo no aterro neste ponto da ponte.

Grande número de chuvas e a queda de uma galeria próxima ao local, agravou a situação. A parte maciça do local foi arrastada pela água. Com o problema, não há suporte seguro para o transporte de carros de grande peso.

ACOMPANHE A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DE TERÇA (06/05) DO JORNAL MEIO NORTE.

Fotos: José Alves Filho

















Fonte: Nadja Uchôa