Trio de arbitragem de jogo do Corinthians é agredido em aeroporto

Trio de arbitragem de jogo do Corinthians é agredido em aeroporto

Jean Pierre Gonçalves Lima e seus auxiliares receberam pontapés

O trio de arbitragem do jogo América-MG x Corinthians foi agredido nesta segunda-feira ao desembarcar no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Após a polêmica atuação na partida em Uberlândia, o árbitro Jean Pierre Gonçalves Lima e seus auxiliares, Altemir Hausmann e Julio Cesar Rodrigues Santos, todos do Rio Grande do Sul, foram cercados por quatro torcedores, dois deles com o uniforme de uma torcida organizada do Corinthians.

A informação foi confirmada pelo auxiliar Altemir Hausmann, que está passando por exame de lesão corporal no Instituto Médico Legal (IML) junto com seus companheiros.

- Recebemos alguns pontapés, mas não foi nada grave. Estamos agora no IML fazendo alguns exames e por isso não posso falar muito. Mas dois deles estavam com o uniforme de uma torcida do Corinthians e precisamos ser socorridos pela Polícia Federal e pelos seguranças do aeroporto.

A torcida do Corinthians reclama do pênalti assinalado por Jean Pierre, que resultou no primeiro gol do América-MG.

Em seu site oficial, o Corinthians publicou uma nota de repúdio ao ocorrido nesta manhã. Veja a íntegra do comunicado:

Em relação aos fatos ocorridos na manhã desta segunda-feira (07), o Sport Club Corinthians Paulista repudia toda e qualquer forma de violência. Este não é o caminho para decisão do ponto de vista esportivo ou de qualquer natureza.

Quando um atleta do maior rival do Corinthians foi agredido por torcedores do próprio clube, o Corinthians além de repudiar o ocorrido foi a público através de seu presidente, Andrés Sanchez, para deixar claro que apoiava a decisão de paralisação do Campeonato e comunicou sua posição ao presidente do Sindicato de Atletas do Estado de São Paulo, Rinaldo Martorelli.

O futebol tem as instituições necessárias para que as posições do clube possa ser comunicada evitando qualquer ato de violência.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com