Turismo sexual de menores é denunciado no Delta do Pauí

Segundo a denúncia, empresários estão movimentando o comércio sexual com menores de idade.

A 1ª Promotoria de Justiça de Parnaíba, que atua na defesa dos Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, está investigando um caso de prostituição infantil no delta do rio Parnaíba. Segundo a denúncia, empresários estão movimentando o comércio sexual com menores de idade.

Ainda conforme a acusação, garotas da periferia de Parnaíba são levadas para a região do delta, onde acontecem as orgias sexuais que tem como clientes, entre outros, advogados, corretores, empresários. Estes praticam pedofilia, dando vazão ao turismo sexual.

O promotor Antenor Filgueiras disse que há muito tempo há informações da possibilidade de prostituição infantil naquela região; mas que não há elementos substanciais que comprovem tal fato. A promotoria está sendo provocada por este assunto após uma denúncia informal de um blog, onde esta informação está repercutindo nas redes sociais.

O fato é que a prostituição é um detalhe que resulta do uso de álcool e outras drogas ilegais e que há comentários na cidade desses indícios, além de pessoas de fora também participarem destes bacanais. Cabe também aqui a Polícia Federal entrar nas investigações. O promotor disse que há necessidade de subsídios para entrar nas investigações com sigilo e cautela. Pra tanto, solicita que pessoas sérias e quem têm informações o procure.

Diante desta denúncia de programas vips envolvendo drogas e prostituição infantil, a sociedade pode colaborar, com a 1º Promotoria de Justiça da Comarca de Parnaíba, com informações na sede que fica na praça Santo Antônio, nº 697, 1º andar, centro, e através de outro endereço na rua José Basson, nº. 534, também no centro de Parnaíba.

Fonte: Proparnaiba