Turista detido pelado em Noronha diz que hábito é comum na França

Turista detido pelado em Noronha diz que hábito é comum na França

Francês disse ainda não saber que estava cometendo crime

Após ser detido pela Polícia Federal (PF) por nadar nu na Praia do Sancho, em Fernando de Noronha, o francês Jean Henri Le Coz, de 36 anos, disse que estava tomando banho de mar pelado porque isso é comum em seu país. Ele foi levado para a Delegacia de Fernando de Noronha nesta quinta-feira (3). Após assinar um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por ato libidinoso e se comprometer a pagar as taxas devidas pela estadia na ilha, Jean Henri foi liberado.

"No meu país, isso é absolutamente normal e eu achei que no Brasil também não fosse crime", explicou o velejador. O francês ainda não saiu da ilha, pois afirmou não poder deixar Noronha de imediato porque o barco está com problemas técnicos.

O turista chegou no arquipélago na embarcação Tircis, no dia 30 de abril, procedente da África. O gestor do Porto Santo Antônio, Fernando Oliveira, informou que Jean não pagou as taxas necessárias para a estadia na ilha, alegando não ter dinheiro. ?Ao chegar aqui, ele alegou que não tinha dinheiro para pagar a Taxa de Ancoragem, que tem o valor diário de R$ 129, e a Taxa de Preservação Ambiental , que tem o valor de R$ 43,20 por dia. Explicou que o único dinheiro que tinha era para comprar mantimentos?, disse.

Segundo o gestor do porto noronhense, foi dado um prazo de dois dias para que o viajante zarpasse. O caso foi informado à Polícia Federal por se tratar de um estrangeiro. O velejador não foi embora no dia 1º, como previsto, retirou o barco do Porto e ancorou na Praia do Sancho, área que faz parte do Parque Nacional Marinho e onde não é permitida a entrada de embarcações não credenciadas. "Lá no Sancho, ele ficou tomando banho de mar sem roupa e os outros turistas começaram a ligar denunciando o fato?, contou Oliveira.

Fonte: G1