UAB recomenda modelo piauiense de educação a distância

Os cursos da UAPI vêm demonstrando desenvolvimento e qualidade

 Implantado em 2006 para possibilitar formação superior gratuita e de qualidade a quem não tem a oportunidade de se deslocar para grandes centros, o programa Universidade Aberta do Piauí é considerado pela Universidade Aberta do Brasil (UAB), como um modelo a ser seguido por outros estados.

O modelo de Educação à Distância piauiense vem sendo recomendado pelo diretor de EaD da UAB, Celso Costa, para aqueles estados que pretendem implantar este tipo de ensino. A avaliação positiva já foi manifestada pelo Secretário Estadual de Ciência e Tecnologia do Maranhão, professor Waldir Maranhão, que afirmou ter grande desejo de conhecer de perto o modelo de ensino que contempla mais de 6 mil pessoas em todo o Piauí.

Os cursos da UAPI vêm demonstrando desenvolvimento e qualidade. Segundo o reitor da UFPI, Luiz Santos Júnior, os alunos do Ensino a distância obtiveram um rendimento superior ao do ensino presencial no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE), realizado pelo Ministério da Educação (MEC).

Além disso, a ampliação do programa a cada ano demonstra o sucesso da modalidade Ensino a Distância em democratizar o conhecimento. “Em 2007, tínhamos 15 municípios no Piauí com nosso programa de Ensino a Distância e, em 2009, já somamos 30 municípios. Nesse tempo, pudemos observar o baixíssimo número de evasão e a procura cada vez maior de prefeitos buscando essa parceria com a Universidade Federal do Piauí”, diz Luiz Júnior. A metodologia de estudo dos cursos do EaD combina material impresso, áudios, vídeos, multimídia, internet e videoconferências, realizados na Plataforma Virtual de Ensino e Aprendizagem, Moodle.

Além disso, a plataforma de aprendizagem permite a realização de fóruns de discussão, troca de mensagens e salas de bate-papo que viabilizam maior interação entre alunos e professores. “Todos os cursos de graduação a distância oferecidos pela UAPI seguem rigorosamente os padrões de qualidade exigidos pelo Ministério da Educação: os processos seletivos apresentam editais, são públicos e os diplomas registrados possuem o mesmo valor dos obtidos em cursos presenciais", explica o diretor do Centro de Educação a Distância da UFPI, Gildásio Guedes.

A UAPI é resultado da parceria entre os governos federal e estadual. Cabe ao Governo do Estado a responsabilidade pela implantação e manutenção da infra-estrutura dos polos de apoio presencial; o Ministério da Educação (MEC) pelo controle geral do programa Universidade Aberta do Brasil e seu financiamento; e a UFPI fica com a responsabilidade acadêmica administrativa do programa, empenhando-se na organização de toda parte pedagógica dos cursos.

Fonte: Assessoria