Uespi aguarda autorização para abertura de seis novos cursos de mestrado

Cursos devem ser ofertados na capital e também em Parnaíba e Corrente.

Seis novos cursos de mestrado da Uespi submetidos à avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Quando autorizados, todos devem começar a ser ofertados em 2015. Os mestrados são em diferentes áreas e ofertados em campi diversos da Universidade, buscando possibilitar a qualificação em várias regiões do Estado.

Os projetos de Mestrado em avaliação são nas seguintes áreas: Química, Ciências da Saúde, Ciências Agrárias, Engenharia da Computação e Desenvolvimento Regional. Os três primeiros são mestrados acadêmicos, enquanto os demais são profissionais.

O mestrado em Ciências Agrárias será sediado no campus de Parnaíba e já o que enfoca o Desenvolvimento Regional será baseado no campus de Corrente. Todos os demais terão sede em Teresina.

O pró-reitor de Pesquisa da Uespi, Geraldo Luz, diz estar otimista quanto à avaliação e aprovação dos mestrados. Ele afirma que a boa recepção dos projetos é consequência da grande quantidade de professores doutores que a Uespi possui e também da boa produção científica desses professores. Esses são pré-requisitos fundamentais para as avaliações da Capes.

"A chegada desses novos cursos de pós-graduação também traz para a Uespi um maior potencial de captação de recursos, pois esses professores qualificados podem pleitear financiamentos de pesquisas e projetos em editais específicos", afirma Geraldo Luz. "Com isso vamos trazer maior desenvolvimento científico, técnico, tecnológico e social para o Piauí", completa.

O professor do curso de Agronomia do campus de Parnaíba, Fernando Araújo, está animado com a possibilidade da chegada do primeiro mestrado em Ciências Agrárias no Estado. "Nossa expectativa é grande. Em Parnaíba já temos uma boa equipe de professores e a chegada do mestrado vai melhorar tanto o nosso ensino quanto vai ajudar a desenvolver toda a região", avaliou.

Doutorado

Além dessas novas pós-graduações, a Uespi tem a experiência de dois mestrados já consolidados, ambos na área de Letras, sendo um acadêmico e outro profissional.

O ProfLetras é o mestrado profissional ofertado pela Capes em rede nacional e que tem por objetivo a capacitação de professores de língua portuguesa em ensino fundamental. A Uespi é a única universidade do Piauí que participa deste programa. O ProfLetras está em sua segunda turma e é coordenado pela professora Nize Paraguassu. "A Uespi sabe da importância da qualificação docente e está trabalhando para formar professores que respondam aos desafios educacionais contemporâneos", afirma a docente.

A outra experiência bem sucedida da Uespi acontece com o mestrado acadêmico em Letras - a primeira pós-graduação da Uespi - que já está em sua quarta turma. O coordenador do curso, professor Feliciano Bezerra, lembra que a Universidade precisa investir no tripé ensino-pesquisa-extensão e diz que a chegada dos novos cursos ajuda a consolidar os já existentes. "Sem pós-graduação, a pesquisa não se sustenta. Por isso esses cursos são tão importantes. Antes as pessoas precisavam sair do Piauí pra fazer mestrado. Agora nós já temos ótimos cursos aqui. E vamos ter ainda mais. No curso de Letras já estamos nos preparando para pleitear um doutorado", garante.

Clique e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Governo do Estado do Piauí