Uespi lança vestibular com novo curso e cinco mil vagas

As provas do processo seletivo vestibular 2010 serão aplicadas em 16 cidades

O vestibular 2010 da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) foi lançado na manhã de ontem, dia 10, durante solenidade de apresentação do edital do certame, que aconteceu no gabinete da reitoria. A reitora, professora Valéria Madeira, anunciou a principal novidade desta edição: a oferta do curso de Administração Pública, que terá 60% de suas vagas destinadas exclusivamente a servidores públicos efetivos. As datas e as demais informações sobre o processo seletivo também foram anunciadas e já se encontram disponíveis na página de internet da instituição (www.uespi.br/nucepe). Além do vestibular, a reitora também falou sobre a polêmica que envolve a classificação de quatro cursos da instituição, que estão entre os cinco piores do país, segundo o Ministério da Educação.

As provas do processo seletivo vestibular 2010 serão aplicadas em 16 cidades (Amarante, Barras, Bom Jesus, Campo Maior, Corrente, Floriano, Fronteiras, Oeiras, Parnaíba, Pedro II, Picos, Piripiri, São Raimundo Nonato, Teresina, Uruçuí e Valença do Piauí), nos dias 29 e 30 de novembro. As inscrições iniciam no dia 21 deste mês e encerram dia 9 de outubro, podendo ser feitas em 36 postos de inscrição, além da internet.

?São 8.035 vagas, sendo 5.038 para o vestibular e 2.997 destinadas à formação dos professores da universidade. O curso de Administração Pública, novidade maior deste ano, terá 250 vagas e será oferecido em quatro campus, através da modalidade Educação à Distância. Percebemos a necessidade da formação de pessoas nessa área, por isso, através de parceria com o MEC, lançamos este novo curso?, contou.

Este é o primeiro curso lançado na gestão da reitora Valéria Madeira (2006-2009). Mas ela justificou, afirmando que a prioridade era qualificar os cursos já existentes. ?Sabemos que estamos finalizando a nossa gestão e que este é o único curso lançado. Mas a nossa meta era aprimorar os cursos que já existiam, qualificando o corpo docente e a estrutura de cada um desses cursos?, enfatizou.

O vestibular da UESPI permanece com provas específicas e a única alteração deste ano é o aumento de meia hora na duração das provas do primeiro dia, 29 de novembro. Nesse dia, os candidatos farão provas de comunicação e expressão, língua estrangeira e a prova de redação. No segundo, dia 30, os vestibulandos responderão questões das provas específicas, conforme a área do conhecimento.

A divulgação do resultado final, com a relação de aprovados, vai ocorrer até o dia 8 de janeiro de 2010.

RETRANCA: ?Os cursos foram mal avaliados porque não aderimos ao ENEM?

De acordo com a reitora Valéria Madeira, a classificação dos cursos de Pedagogia, Química e Biologia, da UESPI, entre os cinco piores do país (de acordo com o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE)), está relacionada à isenção da instituição, no que diz respeito ao Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). ?A UESPI não aderiu ao ENEM. A associação dos reitores de universidades estaduais e municipais do país se reuniu e discutimos sobre a forma de elaboração e execução do exame. Percebemos que a avaliação é feita de maneira pontual e não contempla o todo?, frisou.

Os cursos são Química (de Teresina), Biologia (de Floriano), Pedagogia (de Amarante) e Pedagogia (de São Raimundo Nonato) receberam notas baixas pela avaliação do MEC. Química ficou com nota 2 em todos os quesitos abordados, sendo que a máxima é 5. Os de Pedagogia ficaram com nota 1 e o de Biologia ficaram com a nota 1. Resultado: a Universidade Estadual do Piauí ficou com a nota 2, no Índice Geral de Cursos (IGC).

?A avaliação do ENADE não engloba toda a estrutura dos cursos. É realizada é um dado momento, com um determinado grupo: é pontual. Isso tudo cria rótulos equivocados dos cursos?, disse. (F.M.)

Fonte: Flávio Moura