Uespi promove seminário voltado à prevenção do suicídio

A abertura está marcada para as 8h30 do próximo dia 19

A Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos Estudantis e Comunitários da Universidade Estadual do Piauí e o curso de Psicologia da IES finalizaram nesta quarta-feira (4), o projeto de extensão do I Seminário de Tanatologia da Uespi: Novos Sentidos às Perdas e à Morte. A execução do projeto será no próximo dia 19 de maio na Uespi, campus Torquato Neto, proporcionando a discussão sobre a prevenção do suicídio e socialização de habilidades no manejo de situações de perda e morte em ambientes escolares, por exemplo. O evento conta com a parceria da Comissão de Tanatologia do Conselho Regional de Psicologia (21ª Região).

A abertura está marcada para as 8h30 do próximo dia 19, no Auditório Geratec (Uespi, Torquato Neto). A programação do evento irá até as 18h. No período da manhã serão realizadas mesas-redondas; à tarde as oficinas. Nas mesas-redondas serão discutidas temáticas como Morte e Outras Perdas na Escola; Criança, o Adolescente e a Morte; Profissionais da Educação e Morte; A Prevenção do Suicídio; A Busca de Sentidos da Vida; Valorização à Vida e Novos Sentidos às Perdas e à Morte. Professores do Curso de Psicologia da Uespi e psicólogos da Comissão de Tanatologia do Conselho Regional de Psicologia serão os responsáveis pelas oficinas e mesas-redondas.

As oficinas serão divididas em quatro grupos para o debate dos assuntos: Novos Sentidos às Perdas e à Morte e a Perda na Escola. “Serão quatro grupos discutindo a mesma temática ao mesmo tempo em lugares diferentes do campus Torquato Neto”, acrescentou o professor. As atividades serão divididas entre o Anfiteatro do Centro de Ciências da Natureza (CCN), sala de vídeo e de aula do Centro de Ciências da Educação, Comunicação e Artes (CCECA) e Auditório Geratec.

Patrícia Melo do Monte, professora do curso de Psicologia da Uespi e coordenadora do Seminário falou sobre a importância do evento. “O evento vai ser importante para que possamos socializar os excelentes resultados com as oficinas realizadas nos campi do interior no ano passado. Vamos poder auxiliar os professores a lidarem com situações de perda na escola e de certa forma prevenir dificuldades de aprendizagem que podem ser decorrentes dessas perdas, e fomentar conhecimento e o desenvolvimento de algumas práticas com os participantes do Seminário, no sentido também de viabilizarmos esse trabalho de prevenção no meio social”, destacou Patrícia.

Inscrições
O período de inscrição vai de 9 a 18 de maio. Os interessados em participar do I Seminário de Tanatologia da Uespi podem homologar inscrição na Prex, situada na Uespi, campus Torquato Neto; no Centro Acadêmico de Psicologia (Centro de Ciências da Saúde, localizado no Centro, próximo ao Hospital São Marcos) ou diretamente com a professora Patrícia Melo por meio do telefone  (86) 99976-8720.

Estão sendo ofertadas 200 vagas gratuitas, destinadas à comunidade em geral, alunos de Psicologia, Pedagogia e profissionais da área ou de áreas afins de qualquer instituição. Alunos e professores do ensino médio e fundamental de qualquer instituição pública ou privada também são convidados. Ao final do evento, todos os participantes receberão certificado equivalente a 10 horas-aula.

O Seminário é uma importante iniciativa diante do alarmante cenário local no que se refere ao suicídio, que se tornou um grave problema de saúde pública no Piauí. Em 2006, a Organização Mundial de Saúde informou que Teresina era a cidade com maior índice de suicídios femininos do Brasil, com 4,2 mulheres por 100 mil habitantes.

Já, o Mapa da Violência 2012 – relatório que mostra o perfil da violência contra crianças e adolescentes no Brasil – revela que o Piauí é o estado com o maior crescimento em número de suicídios de crianças e adolescentes na faixa etária de menos de um ano a 19 anos de idade. Mostra também que Teresina ocupa o 1° lugar entre as capitais brasileiras no número de suicídios, levando-se em conta todos os habitantes. Ainda segundo o Mapa, foi registrado no Piauí, de 2000 para 2010, um aumento de 253,7% na taxa de suicídios.

Fonte: Com informações do Portal do Governo