UFPI reajusta valor da bolsa de pesquisa em iniciação científica

A Universidade Federal do Piauí aderiu ao reajuste e, desde março, os alunos já recebem a bolsa na quantia de R$ 360,00.

Com o intuito de despertar vocação científica e incentivar novos talentos potenciais entre estudantes de graduação, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) concedeu reajuste no valor da bolsa do Programa de Iniciação Científica (PIBIC), que passou de R$ 300,00 para R$ 360,00.

A Universidade Federal do Piauí aderiu ao reajuste e, desde março, os alunos já recebem a bolsa na quantia de R$ 360,00. Representando um valor de 20%, o reajuste beneficiou as modalidades que não haviam sido contempladas na última revisão de valores, em 2008.

De acordo com o Pró-Reitor de Pesquisa e Graduação, Saulo Brandão, a adesão ao aumento representa o esforço da UFPI em incentivar a pesquisa científica. "Esse é um projeto que envolve toda a comunidade acadêmica, motivando a incursão na pesquisa científica. Dessa maneira, temos o compromisso do reitor Luiz Santos Junior de que, havendo aumento no valor da bolsa oferecida pelo CNPq, esse aumento se estenderá às bolsas oferecidas pela UFPI", assegura.

Maior projeto institucional de incentivo à pesquisa da Universidade Federal do Piauí, o Programa de Iniciação Científica (PIBIC) tem evoluído ao longo dos anos. De 2004 para 2009 o número aumentou de 74 para 320 bolsas.

Para o Reitor, a atitude representa o incentivo que a Administração Superior dá à iniciação científica: "Nós queremos mostrar aos nossos estudantes que é na iniciação científica que nasce o pesquisador. Além disso, aqueles que desejarem seguir a carreira docente terão um melhor preparo e serão mais competitivos", conclui.

Fonte: UFPI