UFPI regulamenta cursos de extensão em línguas

os cursos de extensão em línguas devem readequar os seus projetos de acordo com as normas, para voltarem a funcionar.

A Resolução N° 216/10, que regulamenta os eventos e cursos de extensão na Universidade Federal do Piauí foi aprovada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CEPEX e já foi assinada pelo Reitor Luiz de Sousa Santos Júnior, para que os cursos de extensão oferecidos pela UFPI voltem a funcionar de forma adequada. Com a aprovação da resolução, os cursos de extensão em línguas (Inglês, Francês e Espanhol) devem readequar os seus projetos de acordo com as normas, para voltarem a funcionar, o que deve acontecer nas próximas semanas.

Segundo a Pró-Reitora de Extensão Profª Maria da Glória Carvalho Moura, após a aprovação da resolução, a PREX se reuniu com os coordenadores dos cursos de extensão para repassar todas as informações necessárias à readequação dos projetos às novas normas. "A PREX está aguardando que os coordenadores façam a readequação dos projetos dos cursos, de acordo com a nova resolução. Somente após recebermos os projetos modificados é que poderemos autorizar o funcionamento dos cursos", lembra a pró-reitora.

A nova resolução estabelece que a FADEX será a responsável pela gestão administrativa e financeira dos cursos. A partir de agora a proposta do curso será anual, com entrada de alunos duas vezes por ano. Os alunos que pagaram matrícula no período passado e não concluíram os cursos, serão chamados para a conclusão dos módulos. Além disso, a Profª Glória Carvalho lembra que os alunos monitores dos cursos que estavam sem pagamento, serão pagos a partir do momento que a PREX receber os projetos readequados.

Glória Carvalho cita que os monitores dos cursos podem permanecer no cargo por até dois anos, sendo substituídos por novos monitores. Com isso a PREX objetiva beneficiar o maior número de alunos dos cursos de línguas. Quanto à remuneração dos monitores, a Profª Glória Carvalho informa que a maior bolsa de auxílio estudantil oferecida pela UFPI atualmente é de R$ 360,00, mas como o curso de extensão em línguas é auto-financiável, os coordenadores podem solicitar uma vencimento maior, desde que isso esteja especificado no projeto apresentado à PREX. "Com a regulamentação, tudo fica legalizado e os alunos não serão mais prejudicados com atrasos", finaliza.

Fonte: UFPI