UFPI vai contratar 212 professores

Os novos provimentos foram autorizados pela Portaria nº 40 do Ministério do Planejamento

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) autorizou a Universidade Federal do Piauí a contratar 212 novos professores a partir deste mês. A aprovação saiu na portaria nº 159, do Ministério da Educação, que fixa o quantitativo de 3.088 vagas de cargos de professor para provimento por cada Instituição Federal de Ensino Superior. Pela portaria, a UFPI é a segunda instituição que mais vai receber funcionários, atrás somente da Universidade de Brasília.

O reitor Luiz Santos Júnior atribui ao projeto de expansão e ao programa de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), o alto número de vagas liberadas. "A UFPI é uma das universidades que mais avançou nos principais pontos do Reuni. Cumprimos à risca o cronograma acertado com o MEC, o que nos credenciou a receber essa autorização de provimentos", destaca o reitor.

Em cinco anos, entre técnico-administrativos e docentes, foram contratados 810 novos servidores. No mesmo período, a UFPI dobrou o número de professores doutores. Em 2004 eram 210, hoje são 461. Dos professores, 334 mestres e agora são 505, além de quarenta pós-doutores.

Os novos provimentos foram autorizados pela Portaria nº 40 do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, publicada no último dia 8 e destinam-se ao atendimento do programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades (Reuni 2008 e 2009), Programa de Expansão das Universidades Federais 2008 e 2009 e Universidade Aberta do Brasil (UAB 2008), de conformidade com os dados de concurso cadastrados no Módulo de Monitoramento de Concursos e Provimento do Sistema (Simec).

Fonte: Assessoria