Último corpo de vítima do voo 447 é identificado

O trabalho de identificação ocorreu no último dia 6, mas só foi confirmado hoje.

A força tarefa composta pela Secretaria de Defesa Social de Pernambuco e a Polícia Federal concluiu o trabalho de identificação dos 50 corpos de vítimas do voo 447, da Air France, que foram encontrados no Oceano Atlântico. O último identificado é um estrangeiro do sexo masculino.

O trabalho de identificação ocorreu no último dia 6, mas só foi confirmado hoje. Das 50 vítimas resgatadas, 20 eram brasileiras (12 homens e oito mulheres) e 30 estrangeiras (17 mulheres e 13 homens). A identificação do último corpo só foi possível por meio de exames de DNA. O Airbus da companhia aérea francesa caiu no mar no dia 31 de maio, depois de partir do Rio de Janeiro em direção a Paris, com 228 pessoas a bordo.

O cadáver foi embalsamado e seguiu, por volta das 20h, para o Aeroporto Internacional dos Guararapes, com os corpos de outras duas vítimas brasileiras. Os três foram trasladados para o Rio de Janeiro.

O acidente

O Airbus A330 saiu do Rio de Janeiro no domingo (31), às 19h (horário de Brasília), e deveria chegar ao aeroporto Roissy - Charles de Gaulle de Paris no dia 1º às 11h10 locais (6h10 de Brasília).

De acordo com nota divulgada pela FAB, às 22h33 (horário de Brasília) o voo fez o último contato via rádio com o Centro de Controle de Área Atlântico (Cindacta III). O comandante informou que, às 23h20, ingressaria no espaço aéreo de Dakar, no Senegal.

Às 22h48 (horário de Brasília) a aeronave saiu da cobertura radar do Cindacta, segundo a FAB. Antes disso, no entanto, a aeronave voava normalmente a 35 mil pés (11 km) de altitude.

A Air France informou que o Airbus entrou em uma zona de tempestade às 2h GMT (23h de Brasília) e enviou uma mensagem automática de falha no circuito elétrico às 2h14 GMT (23h14 de Brasília). A equipe de resgate da FAB foi acionada às 2h30 (horário de Brasília).

Fonte: Terra, www.terra.com.br