Ultraleve pega fogo, mata piloto de 67 anos e deixa jovem ferido

Ultraleve pega fogo, mata piloto de 67 anos e deixa jovem ferido

Piloto, de 67 anos, morreu carbonizado após ultraleve pegar fogo.

Uma pessoa morreu e outra ficou gravemente ferida na queda de um ultraleve na manhã deste sábado (8), em Guapiaçu (SP). O ultraleve caiu no meio de um canavial e pegou fogo. O piloto morreu carbonizado. O passageiro, de 23 anos, foi encaminhado ao hospital de Guapiaçu com ferimentos nas pernas.

O piloto era experiente, tinha 67 anos de idade e queria comprar o ultraleve. Era o segundo vôo dele desta manhã. A pista que fica no canavial é utilizada para pouso e decolagens, segundo testemunhas.

O técnico de segurança Ricardo de Paula Silva, dono do ultraleve, era amigo do piloto. O filho dele é quem estava na aeronave experimental. Ele não sabe o que pode ter acontecido, mas contou que o equipamento havia passado por manutenção há poucos dias e que a asa do ultraleve era nova.

As causas do acidente vão ser investigadas. O foi atendido na Santa Casa de Guapiaçu e depois encaminhado a um hospital de São José do Rio Preto (SP). Ainda não se tem informações sobre o estado de saúde dele.

Fonte: G1