Governo transfere R$ 83 milhões por mês ao PI com projetos sociais

Cerca de 1 milhão de piauienses são atendidos pelos projetos sociais do governo.

O Governo Federal está pagando R$ 82,5 milhões por mês a cerca de 1,05 milhão de piauienses em nove bolsas de transferência de renda, além do Peti (Programa de Erradicação ao Trabalho Infantil) destinadas a famílias com renda a partir de R$ 70 mensais. O levantamento foi feito no Portal da Transparência do Governo Federal, que distribui o dinheiro aos piauienses pelo Bolsa Família, Bolsa Pesca, ou Seguro-Defeso, Bolsa Formação, destinada à qualificação de policiais e agentes da área da segurança pública, Bolsa Verde, destinada a pessoas que trabalham em Parques Nacionais e Áreas de Preservação Permanente como os Parques Serra da Capivara, Sete Cidades, das Nascentes do Rio Parnaíba e da Serra das Confusões.

O Bolsa Atleta, para jovens talentosos nos esportes; Bolsa Risco para pessoas que moram em área de risco de desmoronamento de terra e alagáveis, Bolsa Estiagem, Bolsa Produção para qualificação e fomento de atividades rurais, além do Seguro Safra. Apenas o Bolsa Família destina R$ 24 milhões por

mês para as famílias do Piauí.

As bolsas para os pescadores é de um salário mínimo; a Bolsa Formação pode chegar até a R$ 1,5 mil para

cada militar ou agente de segurança. Depois das denúncias de fraude envolvendo o Bolsa Pesca , como pagamento a falsos pescadores e uso do seguro-defeso como moeda eleitoral, os ministérios da Pesca e do Trabalho determinaram que a relação dos beneficiados pelo seguro passe a constar do Portal da Transparência do governo federal.

Além da falta de controle sobre o pagamento do seguro e do aumento exponencial do número de beneficiados, outra crítica ao seguro-defeso era a falta de transparência do projeto, pois dados sobre ele não constavam de sites do governo. Também nesta quinta, o governo anunciou que um grupo interministerial ficará responsável pelo recadastramento dos pescadores.

Até o dia 13 de outubro, será divulgada através do Portal Transparência a relação de todos pescadores artesanais que recebem o seguro-defeso contendo: nome, parte do número do CPF, município e UF??.

Segundo a assessoria de imprensa da Pesca, a divulgação da lista na internet é resultado de um trabalho dos ministérios com a Controladoria Geral da União (CGU), que constatou 60,7 mil pagamentos irregulares do seguro só nos últimos dois anos .

Fonte: Efrem Ribeiro