Usuários reclamam de falhas no atendimento do Detran-PI

Usuários reclamam de falhas no atendimento do Detran-PI

Usuários reclamam de falhas no atendimento do Detran-PI

Quem vai ao Detran se assusta com tanta desinformação. Algumas pessoas passam a manhã toda em busca de orientação e nada consegue. Foi o que aconteceu com o seu Antônio. ?O que pega a gente é a informação. A gente não consegue fazer nada, perde o dia todinho e não tem ninguém para informar para falar nada. Eu comecei meu processo lá no posto da João XXIII, fui sem informação lá para o depósito, era na pedra mole e eu não achava esse meu veículo?, conta.

Até mesmo os serviços simples se tornam complicados. Seu João Silva há dois dias tenta renovar sua carteira de motorista e até agora não conseguiu, como conta à reportagem da Rede Meio Norte. ?Eu vou no distrito registrar um B.O. porque tenho que ir atrás dos meus direitos. é muita mulecagem um negócio desse, aí pede para pagar as taxas a vista, eu paguei dia 3 para estar pronto dia 5 e não tinha vaga, só dia 12. Aí eu chego ali e disserram que não dava certo porque o Detran demitiu os funcionários. A gente fica aqui que nem bola de neve?, conta revoltado com a situação.

Já seu Francisco não consegue emplacar o carro. ?Paguei a primeira parte da taxa aqui, o rapaz está acompanhando comigo e o carro é no nome do meu filho. Quando foi ontem que eu vim aqui e ele veio para assinar e apareceu mais duas taxas para pagar que não haviam informado de R$ 549,0?, conta.

A lista de reclamações e insatisfações por parte dos usuários do sistema do Detran é enorme. ?Uma instituição dessa aqui que entra a maior parte de arrecadação do dinheiro do Estado não é para acontecer isso não. Se não está sendo bem administrado pois que se troque a administração. Eu sou um cidadão, saio do meu serviço para vir aqui tentar resolver uma coisa que seria simples, eu preciso apenas de uma assinatura que desbloqueie o meu veículo e já tem dois dias que venho pra cá e não se resolve nada.

CONFIRA O VÍDEO COM A MATÉRIA COMPLETA:

Fonte: Marcilany Rodrigues