Vacina pretende reduzir cerca de 80% das internações por catapora no país

Vale lembrar ainda que esta vacina será disponibilizada exclusivamente para crianças de 15 meses de idade

Por meio do Programa Nacional de Imunização (PNI) o Ministério da Saúde vai a oferecer a toda a rede pública de saúde, a vacina varicela (catapora) incluída na tetra viral, que também protegerá contra sarampo, caxumba e rubéola.

As doses, que serão disponibilizadas a partir deste mês de setembro, vão compor o Calendário Nacional de Vacinação. Com apenas uma injeção, o Brasil vai poder proteger as crianças contra quatro tipos de doenças.

Esta vacina será disponibilizada exclusivamente para crianças de 15 meses de idade que já tenham recebido a primeira dose da vacina tríplice viral. O Ministério da Saúde estima que as hospitalizações por catapora vão reduzir 80% com a inclusão desta vacina. Quase nove mil pessoas são internadas por ano pela varicela e tem-se mais de 100 óbitos.

No calendário nacional de vacinação já são ofertadas 13 vacinas. Com a tetra viral, o SUS passa a disponibilizar 25 tipos. O investimento foi de R$ 127,3 milhões para a compra de 4,5 milhões de doses por ano. A população deve se informar no posto de saúde mais próximo para saber se a vacina tetra viral já está disponível.

A vacina tetra viral tem 97% de eficácia e é segura, raramente causando reações alérgicas. Não vai acontecer campanha de vacinação, já que a vacina tetra viral será disponibilizada na rotina dos serviços públicos, substituindo a segunda dose da vacina tríplice viral.

A vacina evita complicações, casos graves com internação e possível óbito, além da prevenção, controle e eliminação de sarampo, caxumba e rubéola.

Alguns municípios ainda estão se adaptando à rotina da nova vacina, por causa da necessidade de capacitação dos profissionais para administração da dose ou pela dificuldade de distribuição para as salas de vacina em locais de difícil acesso. A expectativa é que todas as 34 mil salas de vacinação distribuídas pelo Brasil estarão ofertando as doses até o final do mês.

Fonte: Vicente de Paula