Vazamento de lama e resíduos de barragem rompida chega ao Atlântico

Barreiras de contenção não foram suficientes para evitar

O vazamento com cerca de 62 milhões de metros cúbicos de lama e resíduos minerais provocado pela ruptura de uma barragem em Minas Gerais chegou neste domingo ao oceano Atlântico, após ter poluído totalmente o rio Doce, um dos mais importantes da Região Sudeste.

A chegada ao mar da mancha escura que vem provocando a morte de milhares de peixes desde que alcançou as águas do rio Doce há duas semanas foi confirmada por técnicos do Serviço Geológico do país através de análise de amostras de água.

A lama e os resíduos minerais superaram a foz do Doce e que, apesar das barreiras de contenção instaladas pela empresa responsável pela tragédia ambiental, também chegaram às praias do Espírito Santo.

A considerada tragédia ambiental mais grave do Brasil foi causada pela ruptura no dia 5 de novembro da barragem de contenção de água e resíduos minerais de uma mina da empresa Samarco.

Image title

Image title

Fonte: Terra