Vendas de veículos importados sobem 113% no 1º semestre

De janeiro a junho foram emplacadas 90.343 unidades contra 42.387 no primeiro semestre de 2010.

As vendas de veículos importados de fabricantes sem produção no Brasil subiram 113% no primeiro semestre deste ano, segundo dados da Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores (Abeiva) divulgados nesta terça-feira (12). Com o resultado, a entidade elevou a projeção para este ano, que antes era de 165 mil unidades vendidas, para 185 mil.

"As novas projeções se baseiam em um semestre tradicionalmente mais forte e nos lançamentos aguardados para os próximos três meses", diz o vice-presidente da Abeiva e presidente da Audi do Brasil, Paulo Sergio Kakinoff.

De janeiro a junho foram emplacadas 90.343 unidades contra 42.387 no primeiro semestre de 2010. Segundo Kakinoff, as associadas têm aumentado a participação do segmento de importados, enquanto as marcas com fábricas no país têm dimunuído. Mesmo assim, o volume da Abeiva significa apenas 23,3% do total de veículos importados no período, que foi de 387.926 emplacamentos. Ao considerar todo o mercado brasileiro, com venda de 1.637.853 carros no primeiro semestre, a participação dos importados pela associação é de 5,52%.

Queda em junho

Ao isolar o mês de junho, as importações tiveram retração de 0,5% sobre maio, de 19.227 veículos para 19.130 no mês passado. O vice-presidente da entidade diz que a redução é sazonal, por causa do menor número de dias úteis.

Apesar da queda, a participação dos importados no mercado total subiu no mês, de 6,40% para 6,67%. Em relação a junho do ano passado, quando foram emplacados 7.740 veículos importados, houve alta é de 147,2%.

Kakinoff ressalta que o aumento da inadimplência não tem afetado de forma substancial o segmento. Segundo ele, isso varia conforme o público-alvo de cada marca. "Os financiamentos afetam mais os carros de menor valor", explica. O vice-presidente da Abeiva também ressalta que o aviso prévio obrigatório para a solicitaçåo de guias de importações, determinado pelo governo em abril passado, não tem afetado as empresas.

Modelos mais emplacados

A procura por modelos oriundos da Ásia subiu de 65% para 73%, entre as marcas da Abeiva. Já pelos europeus caiu de 23% para 15,3%. O Kia Cerato liderou as importações. Confira o ranking de vendas das associadas neste priimeiro semestre:

1) Kia Motors: 40.500 unidades

2) JAC Motors: 8.568 unidades

3) Chery: 7.066 unidades

4) BMW: 5.098 unidades

5) Effa Hafei: 4.405 unidades

6) Hafei Motor: 3.594 unidades

7) Land Rover: 3.227 unidades

8) Suzuki: 3.132 unidades

9) Ssangyong: 2.414 unidades

10) Volvo: 2.089 unidades

Fonte: Auto Esporte