Verão mais úmido deve ser desafio no combate à dengue

Chuva e calor facilitam a reprodução do mosquito Aedes aegypti e a transmissão da doença

A chegada do verão, em dezembro, ameaça trazer de volta uma antiga inimiga dos brasileiros: a dengue. E, desta vez, com um reforço: os meses de dezembro de 2009 e janeiro de 2010 serão de chuva acima da média, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Chuva e calor facilitam a reprodução do mosquito Aedes aegypti e a transmissão da doença. Para enfrentar a ameaça, os governos municipais, estaduais e o federal preparam agentes e definem áreas prioritárias para ação.

Na ?temporada? 2008/2009 da doença, os casos de dengue diminuíram. Segundo dados do Ministério da Saúde, entre janeiro e agosto de 2009 houve 46% menos casos gerais, 80% menos casos graves e 63% menos mortes por dengue em comparação com o mesmo período de 2008.

Segundo o médico infectologista Max Igor Ferreira Lopes, do Hospital das Clínicas de São Paulo, os bons resultados de 2009 deveriam inspirar a continuidade das iniciativas.

?Quando há mais casos de dengue, são feitas mais ações de enfrentamento. Isso resulta em menos casos no ano seguinte. Agora, quando um ano é fraco, a população pode ?esquecer? que a dengue existe e acaba tendo um retorno da doença mais forte depois?, explica.

Fonte: g1, www.g1.com.br