Vereador quer suspensão de contrato entre prefeitura e empresa de coleta de lixo

O TCE já considerou irregular os serviços prestados pela empresa à capital e deu prazo de 90 dia para a suspensão do contrato

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA TERÇA -FEIRA (08) DO JORNAL MEIO NORTE

O vereador Edilberto Borges, o Dudu, quer a suspensão imediata do contrato firmado entre a empresa que faz a coleta de lixo em Teresina e a Prefeitura Municipal. Para isso, deve ser votado, na Câmara Municipal de Teresina (CMT), antes do recesso dos vereadores, Projeto de Decreto Legislativo que trata sobre a sustação desse contrato.

O assunto foi discutido na última segunda-feira (07), na CMT, em audiência proposta pelo vereador Dudu, com a presença de representantes da prefeitura. ?A prefeitura já constatou que a empresa é inidônea, o TCE já pediu a sustação do contrato entre ela e a prefeitura e como é que essa empresa ainda continua realizando o serviço de coleta de lixo em Teresina? Nós queremos que esse contrato seja rompido?, afirmou o vereador.

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) já considerou irregular os serviços prestados pela empresa à capital e deu prazo de 90 dia para a suspensão do contrato. A votação do Projeto de Decreto Legislativo, que deve ser enviado hoje às comissões da CMT, no entanto, deverá determinar, em intervalo menor de tempo, a sustação desse contrato.

Fonte: Pollyana Carvalho