Violência contra mulheres cresce no Maranhão, aponta IPEA

Houve um aumento de 130% nos casos de violência no Maranhão.

A taxa de homicídios contra mulheres cresceu no estado do Maranhão, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), divulgados recentemente. De acordo com o o ‘Atlas da Violência’, houve um aumento de 130% nos casos de violência contra mulheres. No Piauí, não muito diferente, o número de assassinatos de mulheres cresceu 65% em cinco anos.

Os dados registrados no Maranhão são alarmantes. Entre as mulheres negras, o aumento da violência foi de 97% e entre mulheres não negras, o número foi de 281%, o segundo maior do país. Houve uma redução no último ano pesquisado, do qual das 152 mortes registradas, o número caiu para 148 em 2015.

A delegada Viviane Azambuja, do Departamento de Feminicídio do Estado do Maranhão, afirmou que o órgão criado este ano deverá dar mais atenção aos casos de violência contra a mulher.

“O departamento de feminicídio vai começar uma investigação especializada das mortes violentas de mulheres e não esse não sendo tipificado como homicídio, vai ser caracterizado como homicídio comum. Se não vai ser tipificado como feminicídio que é um homicídio qualificado e o torna um crime hediondo. Tirando esse crime da invisibilidade, com certeza a gente vai combater de forma mais eficaz”, disse. 



Fonte: Com informações do G1-MA
logomarca do portal meionorte..com