Vítima de chacina busca tratamento para reconstruir rosto

Wagner dos Santos, 40 anos, testemunha da matança que vitimou oito jovens assassinados enquanto dormiam, ainda tenta reconstruir o rosto .

Sobrevivente da Chacina da Candelária, crime de repercussão internacional que completa nesta segunda-feira 19 anos, Wagner dos Santos, 40 anos, testemunha da matança que vitimou oito jovens assassinados enquanto dormiam, ainda tenta reconstruir o rosto que ficou com sequelas por causa dos tiros.

Ele passou por duas cirurgias, em 2003 e 2005. Segundo a irmã de Wagner, a estudante Patrícia Oliveira, 38 anos, a terceira intervenção deveria ter sido feita em 2007, mas até agora não houve ajuda para que o procedimento fosse realizado.

?Estamos preocupados porque os médicos falaram que as cirurgias deveriam ter sido feitas a cada dois anos. Passado todo esse tempo, meu irmão tem medo de ter perdido o efeito das outras duas cirurgias que fez.

Ele não tem mais esperanças e lamenta por correr o risco de ter que ficar com esse problema para o resto da vida?, contou a estudante. Ela se queixou que o irmão não recebe ajuda do governo estadual, que pagou as duas primeiras cirurgias.

E não conseguiu assistência do Itamaraty. O sobrevivente da chacina mora no exterior com recursos próprios e, apesar de trabalhar em uma padaria e em uma serralheria, está temporariamente afastado das atividades por causa dos problemas ocasionados pelo Saturnismo, doença causada pela intoxicação por chumbo.

Fonte: ODIAONLINE