Viúva de sargento morto em assalto desabafa: 'Me sinto sem chão'

Sargento foi morto na entrada de um hospital em Natal.

Tâmara dos Santos, esposa do sargento da Polícia Militar Antônio Cândido dos Santos, assassinado a tiros em frente ao hospital da Liga Contra o Câncer na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte, fez um verdadeiro desabafo sobre a morte do marido. O policial foi morto na última segunda-feira. 

"Eu me sinto sem chão. Queria chorar pra ver se aliviava tudo o que eu estou sentindo, mas não consigo”, desabafou. “Escutei lá da recepção e eu falei: gente, são tiros, são tiros. Quando eu percebi, era o meu esposo. Tinha um homem atirando nele. Ele estava caído no chão e ele ficou atirando, atirando. E ele saiu correndo, e eu vim até aqui, e meu esposo no chão, suspirando. Ai, meu Deus! E ele morreu. O Samu veio, mas ele já tinha morrido”, contou, bastante abalada. 

Antônio Cândido dos Santos
Antônio Cândido dos Santos

De acordo com a Polícia Militar, Antônio Cândido foi abordado por dois homens em uma moto e não teria reagido, mas foi baleado mesmo assim. A arma do policial foi levada pelos criminosos. O casal foi ao hospital como acompanhantes do pai do sargento, que precisava fazer um exame. 

Neves Moreira, irmã da vítima, ainda não acredita no que aconteceu. “A gente foi visitar a praia com meu pai, visitamos uns familiares. Estava todo mundo muito feliz”, disse ao relatar o sofrimento enfrentado pela família. 

“A gente está assim, arrasada. Eu creio que Deus está levando ele porque está precisando mais dele do que a gente, porque ele era um filho, um irmão maravilhoso, era o xodó de todo mundo da família”, afirmou. 

Um suspeito foi preso em posse do veículo usado durante o homicídio. Segundo a polícia, ele estava com uma tornozeleira eletrônica, ou seja, já tem passagem por outros crimes. 

Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com