Vocalista de A Bronkka comenta suposta agressão em hotel

Nota oficial diz não houve colchão queimado e nada do quarto foi danificado.



O vocalista da banda A Bronkka, Igor Kannário, comentou em sua página oficial no Twitter a suposta agressão contra um funcionário de hotel em Aracaju (SE). Em postagem na noite de domingo (5), ele classifica como "fofoca" e "discórdia" a denúncia de que ele deu murros no rosto do atendente e que protagonizou atos de vandalismo no quarto do hotel. "Deus está do meu lado", escreveu.

O cantor informou por meio da assessoria de imprensa que foi provocado por um funcionário do hotel, que agiu com truculência. Ainda de acordo com a assessoria, não houve colchão queimado e nenhum móvel foi quebrado ou danificado.

De acordo com o registro feito na Delegacia Plantonista da capital sergipana, o músico da banda deu dois murros no rosto do atendente do hotel, que não revidou. A briga teria iniciado porque o funcionário do estabelecimento pediu para diminuir o barulho no quarto e o músico se irritou.

A gerente do hotel, Cristiane dos Santos, falou sobre o ocorrido. "Dentre os problemas causados tivemos agressão a um nosso colaborador, drogas no apartamento e corredores , apartamento destruído com pratos, copos quebrados, papel de parede queimado dentre outros", garante.

O músico foi convidado a comparecer à delegacia para prestar esclarecimentos, mas não chegou a ser preso. O caso vai ser encaminhado para o Juizado Especial Cível onde deverá ser definida a punição pela agressão.

Após realizar shows em Sergipe, a banda chegou na manhã desta segunda-feira (6) à capital baiana. De acordo com a assessoria, o músico está descansando por conta do tempo corrido entre o show que aconteceu em Aracaju no sábado (4) e no município de São Domingos realizado no domingo (5).



Fonte: G1