Volkswagen abre 65º Salão de Frankfurt com "carro de três euros" e esportivo de 570 cv; veja fotos!

Volkswagen abre 65º Salão de Frankfurt com "carro de três euros" e esportivo de 570 cv; veja fotos!

Quantia é gasta pelo Up! elétrico a cada 100 km, diz montadora.

Com apresentação da dupla britânica Pet Shop Boys, a Volkswagen deu início nesta segunda-feira (9) às suas atividades no 65º Salão de Frankfurt, confirmando que praticamente tudo o que o Grupo Volkswagen (formado pela própria, mais Audi, Bentley, Bugatti, Lamborghini, Porsche, Seat, Skoda, Scania e Man) exibirá no evento alemão, que começa nesta terça-feira (19), trata-se de sonhos distantes do Brasil.

A exclusivíssima Bugatti apresentou mais do mesmo: uma versão especial do Veyron, desta vez batizada de Jean Bugatti, em homenagem ao filho do fundador da marca. Limitado a três unidades, o modelo sai por ? 2,28 milhões. Na sequencia a Seat revelou o Leon ST em sua versão perua. Assim como a divisão espanhola do grupo, a Skoda, da República Checa, apontou sua mira para as famílias, lançando uma espécie de minivan chamada Rapid Spaceback.

Lamborghini e Bentley vieram apenas para destacar versões mais potentes de esportivos já consagrados: a italiana revelou o Gallardo LP 570-4 Squadra Corse (5.2 V10, 570 cv e 320 km/h de velocidade máxima), enquanto a inglesa apimentou o GT V8 com a versão S e seus 528 cv e quase 70 kgfm de torque.

Elétricos e híbridos

Coube à Volkswagen as principais estreias. Ainda novato mesmo no mercado europeu, o Golf já ganhou sua variante elétrica (e-Golf), assim como o Up (e-Up), que de quebra ainda ganhou uma opção movida à eletricidade voltada para o transporte de cargas (Load e-Up). Ao Up elétrico, a marca se referiu como ?carro de ? 3?, se referindo à quantia gasta a cada 100 km rodados. Outra atração da empresa foi o Golf Sportsvan. Mais tímida, a Porsche mostrou os híbridos Panamera S E-Hybrid e 918 Spyder.



Ao lado da Volkswagen, a Audi foi a marca que mais se destacou. Os dez minutos de apresentação da fabricante das quatro argolas marcaram a primeira aparição do conceito Nanuk, um cupê esportivo com motor de 10 cilindros, 544 cv e incríveis 102 kgfm de torque. Segundo o CEO Rupert Stadler, o nome Nanuk significa ?urso polar? na tribo esquimó ? uma referência à competência da tração integral Quattro em pisos de gelo. A Audi ainda não decidiu se produzirá o modelo.

E se há algum produto dessa lista com chances de desembarcar no Brasil, esse carro é o novo A3 Cabriolet. Em entrevista, o chefe de Marketing e Vendas da Audi, Luca De Meo, afirmou que a partir dessa geração a marca não restringirá o modelo a mercados europeu, e estuda a exportação para mercados inéditos para o A3 Cabrio. Questionado se o lançamento é um sonho distante para o Brasil, o executivo afirmou que não. ?Estamos estudando onde vamos vendê-lo e o Brasil pode ser um bom mercado?, disse.



Fonte: Auto Esporte