Wilson Brandão afirma que haverá negociação com policiais militares

O secretário de governo, Wilson Brandão falou sobre a crise vivida por causa da greve dos militares

O secretário de governo, Wilson Brandão falou sobre a crise vivida por causa da greve dos militares no Piauí. Durante ao Programa Agora na Rede Meio Norte, ele informou que os 130 homens da Força Nacional vieram para Teresina com intuito de estabelecer a paz e tranquilidade à população. Segundo ele, o reforço está fazendo o que foi determinado em Brasília.

Sobre o posicionamento do governo, Brandão declarou que o governador Wilson Martins determinou que seja feita uma negociação para atender as reivindicações dos militares, que para ele, são justas. " Tudo também depende da Lei de Responsabilidade Fiscal e do caixa do Estado. Diante disso, serão apresentadas simulações de reajuste", falou o secretário.

Ele ainda informou que a intenção do governo é efetuar um reajuste superior ao estipulado em 4 anos pelo ex-governador Wellington Dias. " O governador já chamou 700 policiais militares e vem valorizando o Ronda Cidadão, além de aumentar de 80 para 240 as vagas para cabos e sargentos", afirmou.

Entre outras melhorias, Wilson Brandão citou a penitenciária de São Raimundo Nonato, a reforma da Casa de Custódia, a aquisição de novos coletes a prova de balas e outras reivindicações do secretário Henrique Rebelo. " Nessa negociação sobre a greve, vamos priorizar aqueles que ganham menos", finalizou.

FOTO: MAURÍCIO POKEMON



Fonte: Marcos Moraes