Zilda Arns deixa grande legado no PI

A morte da médica de 75 anos, na terça-feira, foi confirmada pelo senador Flávio José Arns

Entre as vítimas do terremoto que atingiu o HAITI está a coordenadora Nacional da Pastora da Criança, Zilda Arns. Ela viajou para o Haiti no domingo (10) e realizaria uma palestra às 10h desta quarta-feira na Conferência Nacional dos Religiosos do Caribe. Na quinta-feira (14), teria um encontro com representantes de ONGs e, no dia seguinte, com o arcebispo de Porto Príncipe. O retorno estava marcado para sábado (16).

A morte da médica de 75 anos, na terça-feira, foi confirmada pelo senador Flávio José Arns, sobrinho da catarinense.

No Piauí, a missionária teve grande atuação da fundação da Pastoral da Criança, que atua no combate à desnutrição infantil. Durante a solenidade de posse dos 25 idosos que vão atuar como agentes da paz nos hospitais públicos, o Prefeito Sílvio Mendes solicitou um minuto de silêncio em homenagem à médica. ?Zilda pode ser considerada a agente da paz do Brasil?, disse o prefeito.

Em Teresina, a Pastoral da Criança tem dois pontos de distribuição da multimistura- alimento criado para o combate da desnutrição- localizados nos bairros Santa Maria da Codipe e Porto Alegre.

Arns já esteve várias vezes em missão no Piauí e recebeu o título de cidadã teresinense. De acordo com o padre Luís Eduardo, da Arquidiocese de Teresina, Arns sempre participava de reuniões com sacerdotes e religisosos do estado para tratar de assuntos referentes á Pastoral da Criança. ?Ele teve uma grande participação no combate à mortalidade infantil no Piauí?, disse o padre.



Fonte: Carolina Durães, Jornal Meio Norte