Z.norte tem a maior concentração de dengue da capital

Z.norte tem a maior concentração de dengue da capital

A operação deverá se estender até o segundo semestre

O presidente da Fundação Municipal de Saúde em Teresina, Dr. Pedro Leopoldino, informou na tarde desta quinta-feira(19) durante entrevista à Rede Meio Norte, que mais de nove mil imóveis da região de Santa Maria da Codipi já receberam a visita dos agentes de endemias da Fundação Municipal de Saúde (FMS), da Prefeitura de Teresina e das tropas do Exército na operação especial de combate à dengue. A operação deverá se estender até o segundo semestre abrangendo 36 bairros da zona norte da capital, área que concentra o maior número de casos da doença desde junho de 2010.

Essa operação para eliminação de focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, é resultado de termo de parceria celebrado pela Prefeitura de Teresina, por meio da FMS, com o Exército Brasileiro. Pedro Leopoldino, ressalta a participação da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT) nessa operação, o que representa a união de esforços para o combate a um inimigo comum.

Os soldados do Exército, na companhia de agentes de endemias, estão visitando as residências e orientam as famílias sobre prevenção. Os carteiros dos Correios distribuem folhetos educativos no ato de entrega das correspondências. " Nossa preocupação no momento, é justamente esse prolongamento do período chuvoso no Piauí. Com isso é maior a possibilidade de proliferação do mosquito", afirmou Leopoldino.

Dos bairros mais atingidos pela dengue, nove se concentram na zona norte de Teresina: Santa Maria da Codipi, São Joaquim, Buenos Aires, Mafrense, Mocambinho, Memorare, Alto Alegre, Água Mineral e Primavera. Outros bairros com maior número de casos estão em outras zonas como: Dirceu Arcoverde, Renascença, Gurupi, Parque Ideal, Novo Horizonte, Angelim, Satélite, Três Andares, Promorar, Todos os Santos e Monte Castelo.

FOTO: HELVIO MENESES



Fonte: Marcos Moraes