Justiça cassa registro do prefeito de Passagem Franca, MA

17 de Junho 2013 as 20:01
"Gordinho" foi considerado culpado por captação de sufrágio.
Foto: passagemfranca.com.br

O juiz David Mourão Guimarães determinou, nesta segunda-feira (17), a cassação de registro do prefeito de Passagem Franca, José Antônio Rodrigues da Silva (PTB), também conhecido por ‘Gordinho’. Ele considerou que durante a campanha eleitoral o então candidato cometeu captação ilícita de sufrágio.

O que é captação ilícita de sufrágio?

"DOAR, OFERECER, PROMETER OU ENTREGAR ao eleitor bem ou vantagem pessoal de qualquer natureza, inclusive emprego ou função pública, com o fim de obter-lhe o voto."

Com a decisão, além do prefeito, também foi cassado o registro de seu vice, Marlon Torres. Para seu lugar deve ser empossado o segundo colocado nas eleições de outubro último, João Evangelista Oliveira (PSD), o ‘Rangel’.

Além da cassação de seu registro, José Antônio Rodrigues da Silva também foi condenado ao pagamento de 10.000 UFIRs.

‘Gordinho’ foi eleito com 5.966 votos, o equivalente a 64,34% dos votos considerados válidos e ainda pode recorrer da decisão em instâncias superiores.

Fonte: www.g1.com/ma/maranhao