SEÇÕES

Amostragem divulga nova pesquisa para Presidente no Piauí; números!

A pesquisa Amostragem foi realizada de 26 a 30 de agosto de 2022 com 2.000 entrevistas em 90 municípios do Piauí.

FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

O candidato a presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera isolado a pesquisa de intenção de voto estimulada no Piauí somando 72,19% nos válidos, ou seja, quando se exclui brancos/nulos e os indecisos. O cenário mostra o amplo favoritismo do petista no Estado, que historicamente tem dado vantagem aos pleiteantes do partido na eleição presidencial.

Lula e Bolsonaro foram os mais citados (Foto: Reprodução)O atual presidente da República e candidato à reeeleição Jair Bolsonaro (PL) aparece em segundo com 17,16%. O candidato Ciro Gomes (PDT) registra 7,73% das intenções de votos válidos.

Simone Tebet (MDB) tem 1,7%. Felipe D'Ávila (Novo) soma 0,27% e o candidato Pablo Marçal (PROS) também tem 0,27%.

Na sequência aparece Vera Lúcia (PSTU) com 0,21% das intenções de voto no Piauí; Constituinte Eymael (DC) soma 0,16%. As presidenciáveis Sofia Manzano (PCB) e Soraya Thronicke (UB) somam, cada, 0,11%. Roberto Jefferson (PTB) e Léo Péricles (UP) foram mencionados por 0,05% cada.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) considera os votos válidos na divulgação do resultado oficial das eleições. A pesquisa Amostragem foi realizada de 26 a 30 de agosto de 2022 com 2.000 entrevistas em 90 municípios do Piauí. A margem de erro é de 2,19%. O registro para o cargo de presidente está sob o Nº BR-08547/2022.

Na espontânea, o ex-presidente chega a 64,15%

No recorte espontâneo, ou seja, quando não são apresentados os nomes dos candidatos a Presidência, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lidera com 64,15% das intenções de voto; na sequência, o atual presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição, soma 15,25%.

Em terceiro lugar aparece o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), que soma 4,25%; já a candidata Simone Tebet (MDB) foi citada por 0,75%. O candidato Pablo Marçal (PROS) aparece com 0,25% das menções, o ministro da Casa Civil Ciro Nogueira (Progressistas), que não é candidato, foi citado por 0,1%.

O presidenciável Felipe D'Ávila (Novo) teve 0,05%; o ex-prefeito de Teresina e candidato ao Governo, e não à Presidência, Silvio Mendes (UB); e o ex-governador Wellington Dias (PT), que é candidato ao Senado, somaram 0,05% cada.

Os entrevistados que não sabem/não opinam chegam a 12,55%; os que indicaram que não votam em nenhum ou em ninguém somam 1,7%. Branco ou nulo registra 0,85%.

Na estimulada, Lula lidera com 67,75%; Bolsonaro tem 16,1%

O candidato a presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chegou a 67,75% de intenção de voto estimulada na pesquisa realizada pelo Instituto Amostragem.

O presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato a reeleição, soma 16,1%. Em terceiro lugar está o pré-candidato Ciro Gomes (PDT) com 7,25%.

Simone Tebet (MDB) tem 1,6%. Felipe D'Ávila (Novo) soma 0,25% e o candidato Pablo Marçal (PROS) também tem 0,25%.

Na sequência aparece Vera Lúcia (PSTU) com 0,2% das intenções de voto no Piauí; Constituinte Eymael soma 0,15%. As presidenciáveis Sofia Manzano (PCB) e Soraya Thronicke (UB) somam, cada, 0,1%. Roberto Jefferson (PTB) e Léo Péricles (UP) foram mencionados por 0,05% cada.

Os eleitores que afirmaram que não votariam em nenhum dos candidatos a presidente somam 2,5%. Brancos e nulos são 0,85% e indecisos 2,8%.

Veja Também
Tópicos