SEÇÕES

Lula defende continuidade do Auxílio Emergencial a partir de 2023

Em live com André Janones, ex-presidente falou sobre a necessidade de manutenção do pagamento de R$ 600 aos brasileiros mais pobres

FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

O candidato à presidência da Republica, Luiz Inácio Lula da Silva defendeu, em uma live ao lado do deputado federal André Janones (Avante-MG), na manhã deste sábado (13/08), a manutenção do Auxílio Emergencial em 2023, como uma forma de combater a fome e a miséria no Brasil.

Precisamos dizer uma coisa em alto e bom som, enquanto não acabar a miséria neste país, enquanto não acabar com a fome neste país, não tem como acabar com o auxílio emergencial”, declarou o ex-presidente. “Não há como acabar com o auxílio emergencial sem recuperar a economia brasileira, sem que a gente gere emprego”.

Lula defende continuidade do Auxílio Emergencial a partir de 2023. Foto: ReproduçãoPara Lula, há intenção eleitoreira usada na criação do auxílio a poucos meses da eleição presidencial de outubro. Mas deixa claro que não há como impedir que as pessoas mais necessitadas, que estão sem renda e passando fome, usem o dinheiro.

“É um fundo que foi criado com objetivo eleitoral, poderia ter sido criado seis meses, um ano atrás, mas ele (Bolsonaro) deixou para criar perto das eleições para poder garantir uma ajuda na campanha. Nos meus discursos eu falo: ‘se esse dinheiro cair na sua conta, pegue e coma porque senão o Guedes toma’”, disse.

MEIO NORTE PROMOVE DEBATE NO DIA 16 DE AGOSTO

O Grupo Meio Norte de Comunicação (GMNC) promoverá no dia 16 de agosto o primeiro debate com os candidatos ao Governo do Piauí nas eleições de 2022. O confronto de ideias será transmitido a partir das 20 horas, na Rede Meio Norte, no Portal Meio Norte e no Canal Meio Norte Mais (YouTube).

O debate será ancorado pelo jornalista Ieldyson Vasconcelos e marca a tradição do GMNC em prezar pelo processo democrático, concedendo o espaço para que os pleiteantes ao posto máximo do Poder Executivo Estadual apresentem suas propostas ao eleitorado.

FONTE: Com informações da Assessoria
Veja Também
Tópicos