Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros
Ananias Ribeiro

Na semana da eleição, candidatos ao governo dão último gás no PI

A eleição entra na última semana com os candidatos dando o último gás

ÚLTIMO GÁS

A eleição entra na última semana com os candidatos dando o último gás e pedindo aos eleitores a arrancada final para consolidar nas urnas os cenários previstos pelas pesquisas de intenção de votos no Piauí e no Brasil. Em nível local, o governador  Wellington  Dias  foca  na  reeleição  em  primeiro  turno, enquanto a oposição se apega em um segundo turno que pudesse manter na disputa o candidato Dr. Pessoa. Para a Presidência, Fernando Haddad segue crescendo, e diante da estagnação  de  Jair  Bolsonaro, batalha  para  chegar  à  sua  frente  noprimeiro turno, mas a decisão ficará para o dia 28.

A disputa acirrada no Piauí está nas duas vagas para o Senado. Com Ciro Nogueira se consolidando como favorito a uma das cadeiras, o duelo  se  acirrou  entre  Wilson  Martins  e  Marcelo  Castro. Os aliados governistas buscam levar Marcelo reforçando a eleiçã de um time unido. O emedebista tem apresentado crescimento nas últimas pesquisas, e o seu adversário tem tido resiliência se apropriando de uma compensação do eleitor pela derrota que lhe impôs no último pleito diante da decepção criada em torno dos poucos resultados mostrados por Elmano Férrer. A seis  dias  da  eleição, esse  é  o  principal  confronto  do  pleito majoritário que guardará fortes emoções até o final e exigiráaté o último gás dos dois candidatos ao Senado.

PERSEGUIÇÃO

O  governador  Wellington  Dias, candidato  à  reeleição, reagiu  à decisão o ministro Luiz Fux, que barrou entrevista de Lula à Folha, reformando decisão do ministro Ricardo Lewandowski, que havia liberado a conversa com a jornalista Mônica Bergamo. “É a Justiça se rastejando perante outros interesses ou então virou problema pessoal, o que é pior ainda”, disse Wellington.

RETA FINAL

O candidato a governador Luciano Nunes fez carreata em Teresina  e  caminhada  em  Parnaíba. Chamou  atenção  as  ausências de Firmino Filho na capital e Mão Santa no ato, no litoral. Sendo final de semana, não haveria impedimento para a participação dos prefeitos. Na reta final da campanha, está sendo confirmado o abandono de Luciano por Firmino e um arrefecimento da parte de Mão Santa.

ENCENAÇÃO

Dr. Pessoa chegou em um comício na sua ambulância, uma Kombi que usa para atender moradores de rua na capital, de jaleco e com um estetoscópio pendurado no pescoço. “Foi só uma encenação, mas a recepção é a mesma de quando estou trabalhando:  apoio, gratidão  e  alegria”, disse  Dr. Pessoa. A postagem  nas redes sociais foi curtida pelo candidato a senador Quem Quem.

ELE NÃO

As candidatas a governadora, Sueli Rodrigues e Lourdes Melo, além da candidata a vice, Regina Sousa, participaram na manifestação contra a candidatura de Jair Bolsonaro à Presidência no final de semana em Teresina. “A eleição dele é uma ameaça à democracia, à cultura e à população LGBT. É preciso combater a cultura do ódio”, resumiu Sueli.

SEM LULA

O juiz eleitoral José Gonzaga Carneiro  determinou,  atendendo  a  ação  proposta  pelo candidato  a  governador,  Elmano  Férrer, que  o  adversário  Wellington  Dias  retire  do seu site de campanha as peças  publicitárias  que  contenham  menção  a  candidatura de Lula à Presidência.

DESVANTAGEM

Em  menor  número, os  manifestantes a favor de Jair Bolsonaro fizeram uma carreata da Ponte Estaiada em direção à  zona  Norte  de  Teresina  no mesmo  momento  do  protesto  “Ele  Não”.  Os  apoiadores vestiram camisas com o rosto do candidato, havia venda do acessório  no  momento  do ato. Em  um  discurso  uníssono,  os  eleitores  do  capitão rejeitavam  rótulo  de  racista, misógino  e  preconceituoso ao candidato do PSL.

ACESSIBILIDADE

Mais de 45 mil seções eleitorais serão adaptadas para receber  940  mil  eleitores  com  deficiência  no  Brasil.  Serão 45.621 seções eleitorais com acessibilidade.  As   pessoas com deficiência devem informar à Justiça Eleitoral necessidades  que  dificultem  o  exercício  do  voto  e  assim  serão  direcionadas  para  as  seções adaptadas.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×