Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Prefeita desafia radialista: "caso encontre algum problema em Timon pode me ligar que eu resolvo na hora".

Prefeita desafia radialista: "caso encontre algum problema em Timon pode me ligar que eu resolvo na hora".

Prefeita desafia radialista: "caso  encontre algum problema em Timon pode me ligar que eu resolvo na hora".
Prefeita de Timon desafia radialista. | arquivo internete

Prefeita Socorro Waquim e o Secretário Municipal de Saúde,

Neto Neiva, concederam na tarde desta quarta-feira

uma entrevista coletiva sobre uma portaria do

Ministério da Saúde que limita para 66 horas a

carga horária de profissionais da área no serviço público.

A entrevista contou com ainda com várias autoridades

de saúde do município como o Coordenador do

Programa Saúde da Família, Leonardo Davis,

Coordenadora de Saúde Bucal, Luciana, dentre outras.

A portaria é a de nº 134 e trata sobre a atualização de cadastro de profissionais de saúde. Foi publicada para impedir o acúmulo irregular de cargos por profissionais de saúde. Os trabalhadores e gestores públicos terão de justificar os casos de acúmulo de emprego.

Sem nenhuma regulamentação anterior, agora nenhum dos profissionais da saúde poderão ter mais que dois empregos públicos ultrapassando a carga horária de 66 horas.

A prefeita esclareceu que a portaria traz preocupações para a rede de saúde pública municipal, entretanto todas as medidas já foram tomadas para evitar a perda de profissionais da área evitando que programas de saúde sejam prejudicados.

O Secretário Municipal de Saúde, Neto Neiva, informou que avaliação inicial revela que 9 mil equipes do Programa Saúde da Família devem ser prejudicadas em todo o Brasil.

A prefeita Socorro Waquim ressaltou que por ser próxima a um grande mercado de profissionais do setor de saúde que é Teresina, a cidade de Timon não deve sofrer muito impacto com a portaria.

Mas a situação preocupa Neto Neiva. Ele acredita que os municípios da região dos Cocais devem sofrer com a carência de profissionais de saúde para trabalhar e com isso vários pacientes de cidades circunvizinhas procurem a rede de saúde municipal de Timon sobrecarregando o município.

Na coletiva foi informado que a rede municipal de saúde Timon prestou no ano passado cerca de 100 mil atendimentos médicos e 400 mil visitas feitas pelas 57 equipes do Programa Saúde da Família.

Polêmica

Um dos momentos polêmicos da coletiva foi quando o radialista Antonio Leite, da rádio Cidade FM, questionou os serviços de saúde oferecido pelo município. Segundo ele, em seu programa de rádio vários ouvintes reclamam que falta médico nos hospitais.

O Secretário Municipal de Saúde, Neto Neiva, retrucou as afirmações do comunicador dizendo que não é verdade.

A prefeita Socorro Waquim afirmou também não acreditar nas denúncias e forneceu o telefone pessoal dela para que o radialista ligue quando isso ocorrer. ?Eu prometo que vou pessoalmente com você ao hospital denunciado verificar in loco a denúncia?, disse a prefeita.

Fonte: Elias Lacerda.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar