Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Não sejamos Pedro!

Por Marcos Monturil

Pedro foi um dos principais apóstolos de Jesus Cristo. Seguidor fiel da palavra divina, foi um dos maiores propagadores dos ensinamentos cristãos. Mas uma passagem mancha a biografia sagrada de Pedro. O fato dele ter negado Jesus três vezes…

Calma, não sou nenhum herege! Nem tenho a intenção de blasfemar nem brincar com a religião alheia. Só vou usar uma metáfora pra dizer que no mundo da bola, como na fé… todo pecado será castigado.

Carille negou Jesus! Bem mais que três vezes. Ele negou por anos, de forma consciente e repetidamente. O Jesus em questão não é celestial, nem divino, é de carne e osso. Mas a divindade futebolística o põe em um patamar adorado pela maioria, tal como um santo.

Carille não precisava acender vela, fazer promessa e nem vestir marrom em respeito ao adversário. Mas deveria entender que no futebol a graça não vem através da penitência. Não é fazendo sofrer quem assiste os jogos do Timão, que o treinador vai encontrar salvação.

Jesus ensinou mais um mandamento ao agora discípulo Carille: Não Recuarás! E cobiçarás sim a bola do próximo! Porque deixar jogar e esperar a graça cair do céu… é pregar no deserto! E o que ele vai fazer com essa lição? Vai subir a montanha com uma tábua sagrada ou sair propagando a boa nova? Não sei! Mas espero que tenha entendido que negação é diferente de convicção.

Ontem não tivemos um encontro bíblico no Maracanã. Jorge não é o Messias que veio nos livrar da escuridão do retranquismo e do pecado original. Mas, fubebolisticamente falando, nós e o Carille temos muito a aprender com seu evangelho tático. É disso que fala essa pregação, de voltar as origens, de que a simplicidade sempre foi nosso maior dom. Porque é mais fácil achar uma agulha em um palheiro, que enxergar o nosso futebol naquilo que o Carille insiste em fazer. 

Então oremos! Em nome do Pelé, do Garrincha, do Zico, do Dener… Que os Deuses do futebol nos afastem de toda retranca do mal! Não deixem que a busca pelo resultado os faça cair em tentação. E lembrem que o grito de apoio da torcida é como uma oração que pede: “Faz por ti que eu te ajudarei...”


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar