Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Nunca será só futebol

Por Denis Constantino 

Não é só futebol e nunca será. A festa orquestrada pela torcida do Flamengo na saída dos jogadores do Ninho do Urubu desde as primeiras horas desta quarta-feira (20) demonstra bem que a partida não envolve só o que vai acontecer dentro das quatro linhas. É literalmente raça, amor e paixão dos torcedores que acordaram bem cedo e aproveitaram o feriado do dia da consciência negra para desejar boas energias aos jogadores. Nem a chuva foi capaz de atrapalhar uma das festas mais lindas que já vi no futebol. E não é para menos. 

O clube chegou a final da competição continental com 25 jogos de invencibilidade tendo 20 vitórias e 5 empates, com 86,6% de aproveitamento. Os dados da SofaScore Brazil ainda mostram que o Rubro Negro marcou 57 gols e levou apenas 16 nos últimos desafios. É verdadeiramente uma lua de mel.

Voltando para a festa. A Polícia Militar do Rio de Janeiro estimou, inicialmente, que 10 mil pessoas participaram de toda a ação espontânea que fechou ruas, avenidas e ainda colocou o motorista do ônibus que transportava os jogadores entre a emoção e o cuidado redobrado para não atropelar ninguém. Provavelmente o número seja bem maior.

Falando do jogo, são dois times que chegam a final da competição trazendo um elemento que pode fazer total diferença na partida: o talento individual. Do lado do Flamengo, tenho a sensação que JJ vai utilizar a mesma estratégia do primeiro tempo contra o Grêmio para estudar como o time argentino vai se comportar. Mas, apesar desse estudo, não vejo o Flamengo mudando seu jeito de jogar, creio que o técnico português vai aproveitar da inteligência e experiência dos jogadores que chegaram neste ano para saber como agredir o River logo nos primeiros momentos do jogo.

Por outro lado, apesar de ter oscilado no campeonato nacional e da imprensa argentina ter colocado o time brasileiro como favorito na decisão, o River sabe o que precisa fazer para vencer o Flamengo. Provavelmente, vai se utilizar da paciência para buscar o gol e da catimba para amarelar alguns jogadores que possuem o pavio curto, como é o caso do Bruno Henrique e da Gabigol.

A certeza é que independente do resultado, apesar da minha pouca idade, eu nunca tinha visto no futebol uma festa como essa que foi feita pela torcida Rubro Negra. Não tem flamenguista no mundo que não esteja orgulhoso da sua torcida. O jogo vai acontecer no sábado, mas, na verdade, a final da Libertadores já começou.



Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar