Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

O Renato está certo!

Por Marcos Monturil

E precisamos falar disso! Sim, porque senão a omissão vira padrão. Senão a covardia vira rotina e permissividade vira chancela pra incompetência…

O Grêmio perdeu pro Bahia em Porto Alegre! E você pode chamar o discurso do Renato de choro, de mimimi de perdedor, talvez até tenha um pouco disso mesmo, afinal o tricolor gaúcho não anda nem perto de jogar o futebol dos anos anteriores. Mas se você só enxerga chororô nas palavras do treinador gremista, você é cúmplice da mediocridade atual do futebol brasileiro.

Renato disse que só 04 times brasileiros “gostam de ganhar”. Não se faça de bobo, você entendeu! Óbvio que gostar de ganhar todos gostam. O que o treinador quis dizer é que poucas equipes jogam realmente com a “fome da vitória”, com vontade de engolir o adversário. E eu assino embaixo. Até acrescentaria o estilo de jogo do Fernando Diniz a essa lista, mas vou esperar o São Paulo encorpar pra colocar o tricolor nessa turma.

Não confunda jogar mal com jogar por resultado. O Bahia de ontem, o Corinthians de quase sempre, são exemplos de times que fazem com competência o que se propõem. Montam retranca, exploram os contra-ataques, naquela busca marota “por uma bola”. Se dá certo? Muitas vezes sim, as vezes da até título…

Mas eu to com o Renato, que agora está em boa companhia. O futebol bonito, ofensivo, que toma iniciativa e busca freneticamente o gol nunca deveria sair de moda. Principalmente no país que consagrou essa forma de jogar. Renato no Grêmio e Tiago Nunes do Athlético são bons exemplos que jogar bonito da certo, ganharam tudo nos últimos anos. E a ironia? Ao invés deles ganharem o apoio dos treinadores locais nessa empreitada, foram os Jorges estrangeiros de Flamengo e Santos que seguiram nessa toada e mostraram por aqui que quem vem de fora entende mais da nossa essência do que nós mesmos…

Eu nunca vou me conformar com time grande jogando “no erro do adversário”. Gigante vai pra cima pra acertar, não pra ficar só esperando o outro errar. Mesmo que o Grêmio perca 10 vezes para o Bahia, que o Timão vença 10 brasileiros, eu, assim como o Renato, não mudo minha convicção! E acho que a imprensa deveria encampar essa luta. Chega de comentarista de resultado, que só sabe falar em cima de placar. Muitas vezes é preciso dizer que o treinador estava certo ou errado, independente de quem terminou na frente.

Eu sei o país que eu nasci, sei do talento e da fábrica de craques que ainda produzimos com frequência. O Brasil parou de dar certo quando o certo virou protocolo. Jogar o melhor futebol deveria ser a meta. O resultado é consequência...


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto