mais

Atalanta, a bola não entra por acaso.

Atalanta é um clube de futebol da Itália sediado na cidade de Bérgano e fundado no ano de 1907. Manda seus jogos no Estádio Gewiss Stadium, com capacidade para 24.000 pessoas. Considerada uma das grandes sensações da temporada, a equipe nerazzurro é comandada pelo treinador italiano Gian Piero Gasperini, e jogou um futebol envolvente, com variação tática intensa e um ataque avassalador.

Atalanta, a bola não entra por acaso.
| Fonte: Getty Images

Atalanta é um clube de futebol da Itália sediado na cidade de Bérgano e fundado no ano de 1907. Manda seus jogos no Estádio Gewiss Stadium, com capacidade para 24.000 pessoas. Considerada uma das grandes sensações da temporada, a equipe nerazzurro é comandada pelo treinador italiano Gian Piero Gasperini, e jogou um futebol envolvente, com variação tática intensa e um ataque avassalador. A Atalanta é o time com maior número de gols marcados nas últimas duas temporadas do Campeonato Italiano, 77 gols na temporada 2018/2019 e 98 gols na temporada atual. O título de maior expressão do clube é uma Copa Itália conquistada na temporada 62-63, porém o futuro parece promissor, e os motivos serão destacados aqui.  

O time italiano vem adquirindo maior representatividade no futebol do seu país, e também na Europa, não apenas pelo seu modelo de jogo, pois, os resultados positivos vem acompanhando a performance de destaque desse time.  Contudo, se engana quem pensa que todo o sucesso da Atalanta nos últimos anos aconteceu por acaso, existe um projeto a longo prazo iniciado em 1990 pelo presidente e dono da Atalanta, o bilionário Antonio Percassi (ex-jogador do clube).

Empresário de sucesso no mundo dos cosméticos, o mesmo está na sua segunda passagem como presidente do clube, e com uma visão ampla de gestão, ainda na década de 1990 começou a investir no marketing da equipe, e direcionou atenção ao fortalecimento das categorias de base. Para dirigir esse setor, Percassi apostou em Mino Favini, que vem fazendo grande trabalho desde então, conquistando 17 títulos nas categorias de base da Atalanta entre 1991 e 2015, e revelando grandes talentos. O centro de treinamento é um dos mais estruturados da Europa, sendo também um dos poucos times italianos a possuir estádio próprio, adquirido em 2017.

O investimento nas categorias de base é, sem dúvida, um dos pontos fortes na economia desse clube, e a venda dos seus jovens jogadores vem gerando grandes receitas. Atalanta é um dos maiores clubes formadores de jogadores na Itália, e conquistou o selo de melhor base do país dado pela FIGC (Federazione Italiana Giuoco Calcio). O grande problema que existia em relação a base do time é que muitos jogadores eram vendidos sem mesmo atuar pelo time profissional, algo que mudou com a chegada do treinador Gasperini em 2016, quando o italiano passou a dar mais oportunidade para os jovens talentos, e essa transição (que é bem delicada), vem sendo realizada de forma satisfatória. 

Outra fonte de renda considerável, é a venda de jogadores comprados por um preço muito baixo, e após uma valorização dos mesmos, Atalanta os revendi por um preço bem acima do que adquiriu. Em 2020, os diretores de futebol Giovanni Sartori e Gabriele Zamagna, conseguiram o montante de 436 milhões de reais com a venda de 3 jogadores, foram eles: Dejan Kulusevski, Franck Kessié e Bryan Cristante. Juntos esses jogadores custaram ao clube 7,5 milhões de reais.  

fonte:getty imagesfonte:getty images

Com aproximadamente 30 milhões de euros por ano, é uma das folhas salariais mais modestas da Itália, a Juventus por exemplo, gastou 274 milhões de euros, a Roma, 180. A Atalanta busca a saúde financeira, não faz loucuras para conquistar resultados a curto prazo, caminhando na contramão de muitas equipes do futebol brasileiro e no mundo. Procura jogadores de qualidade, porém, desvalorizados ou desconhecidos no cenário nacional e internacional, com o objetivo de fortalecer o elenco sem gastar muito. Um bom exemplo dessa política de contratações é o argentino Papu Gómez, adquirido pela Atalanta por apenas 4 milhões de euros, chegou em baixa e hoje é referência técnica da equipe, em 46 jogos na atual temporada, marcou 8 gols e deu 18 assistências (líder nesse quesito na Serie A TIM com 16 passes para gols). O esloveno Josip Iličić é outro acerto, também chegou em baixa e considerado velho, em 35 jogos na atual temporada, marcou 21 gols e deu 9 assistências, comprado por apenas 5 milhões de euros.

Na atual temporada, a equipe da Atalanta disputou pela primeira vez na sua história a UEFA Champions League, chegando nas quartas de final, sendo eliminada nos últimos minutos da partida contra o Paris Saint-Germain.  No Campeonato Italiano dessa temporada conquistou uma honrosa 3ª colocação, na temporada 2016-2017 conquistou o 4º lugar nesse mesmo campeonato, e de quebra, uma vaga para a Liga Europa. Na temporada anterior 2018-2019, também ficou com o 3º lugar na Serie A TIM, e chegou na final da Copa Itália, perdendo para a Lazio.

A formação tática principal da equipe é o 3-4-1-2, mas, isso varia de acordo com os movimentos defensivos e ofensivos durante o jogo. Além dos destaques já citados, temos os colombianos Duván Zapata, com 19 gols e 9 assistências na temporada e Muriel, outro excelente jogador, que fez 19 gols na temporada. O sistema defensivo da Atalanta também é destaque, sendo uma das equipes que mais desarmou no italiano, com uma característica marcante de participação dos defensores na construção ofensiva do time, que quando tem a bola libera um defensor ou mais para atacar. É visível a chegada em bloco nos ataques dessa equipe, no gol marcado contra o PSG nas quartas de final da Champions League é possível identificar essa característica. 

Agressividade ofensiva e defensiva, bem como uma configuração tática bem treinada e executada pelos seus jogadores. O trabalho do treinador conectado a filosofia do clube, que envolve formação de atletas e transição dos mesmos para o time profissional, auxilio de olheiros na busca por jogadores qualificados e de baixo custo para compor o elenco. Planejamento e projeto a longo prazo, iniciado ainda nos 90 pelo presidente Antonio Percassi, trabalho de mais de 30 anos do diretor das categorias de base, Mino Favini, revelação de bons jogadores que renderam bons lucros, a compra do estádio próprio e estruturação do centro de treinamento. Enfim, não existe conto de fadas na Atalanta, o que se observa é o profissionalismo de pessoas que querem ver o projeto dar certo, no futebol a bola pode até entrar por acaso, mas, isso é exceção.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail