Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

PIAUÍ ESPORTE CLUBE:DAS GLÓRIAS NO PASSADO AO PESADELO DO ESQUECIMENTO

PIAUÍ ESPORTE CLUBE:DAS GLÓRIAS NO PASSADO AO PESADELO DO ESQUECIMENTO
| Acervo Piauí Esporte Clube

O Piauí Esporte Clube (PEC) é um clube de futebol da cidade de Teresina/Piauí fundado em 15 de agosto de 1948. Conhecido também como Zé do Povo, e mais popularmente pelo apelido Enxuga Rato que foi inspirado pelo baião “Enxuga o Rato” (sucesso no Nordeste na década de 60), composta por Luiz Moreno, e com uma versão interpretada por Marinalva tendo também a participação do famoso acordeonista Abdias dos 8 baixos. Enio Silva (técnico do super time do Piauí na década de 60 que conquistou o tetra campeonato piauiense de 66 a 69) gritava na beira do campo "Enxuga o rato, menino", quando via seu time atuar bem. Essa atitude repetida algumas vezes pelo técnico foi responsável por criar esse apelido que é usado até os dias atuais.

O Piauí tetra campeão piauiense nos anos 60 também conquista grandes vitórias na Taça Brasil e no Nordestão disputados naquela década. Nesse time quase imbatível no cenário regional surge também o maior jogador da história do futebol piauiense, Simão Teles Bacelar, conhecido no mundo do futebol como Sima, o maior artilheiro do Piauí Esporte Clube com aproximadamente 156 gols. Entre as temporadas (1966-1971 e 1984-1986) conquistou 4 títulos estaduais pela equipe, inclusive o último em 1985. É considerado pela FIFA um dos 20 maiores goleadores do mundo de todos os tempos com 550 gols, sendo também o maior artilheiro do Norte/Nordeste. Segundo o jornalista Severino Filho, é ainda o maior artilheiro do futebol piauiense, com 265 gols (SILVA, 2016/CAMPEÕES DO FUTEBOL).  

Enfim, qual importância disso tudo? A ideia inicial é apresentar um pouco da riqueza histórica e as conquistas de um time tradicional do Estado do Piauí, que hoje é apenas um desenho mal feito do que um dia já foi. Será apresentado agora uma análise de resultados de todos os jogos oficiais realizados pelo Piauí Esporte Clube de 2015 até a presente data (06/02/2020). Esse trabalho foi elaborado pelo colunista desse blog, que contou com a contribuição de algumas fontes. Obs: Não consta nessa análise jogos da Copa Píauí e nem amistosos.

Fonte:zeduartefutebolantigo.blogspot.com/2017

Ao todo o Enxuga Rato disputou da temporada 2015 até a 4ª rodada do Campeonato Piauiense de 2020, 69 jogos, desses a equipe soma apenas 15 vitórias, contabilizando 22 empates e incríveis 32 derrotas, ou seja, quase 50 % dos jogos disputados nas últimas 5 temporadas terminaram da pior forma para o time Rubro-Anil. Nas 2 últimas temporadas e o início da atual o PEC sofreu até o momento 38 gols e marcou 30 (17 na temporada 2018), somando apenas 5 vitórias e com 13 derrotas registradas. Nos últimos 35 anos o Piauí Esporte Clube só disputou a final do estadual em oportunidades, 1987, 2005 e 2014, o que explica esse desempenho abaixo da crítica ao longo das últimas décadas? Será a falta de investimento? Pode ser, mas, ao analisar a temporada 2015, a última temporada que o Piauí participou da Copa do Brasil e que o mesmo também participou da Copa do Nordeste observa-se alguns problemas que vão além do financeiro.

O ano de 2015 começou promissor pois, financeiramente o Piauizão Vibrante teve a renda da Copa do Brasil, o direito a cota de 350 mil por participação na Copa do Nordeste (Globoesporte.com/2015), direitos de transmissão, patrocínio de empresas privadas além do Governo do Estado, que destina cotas de patrocínio aos principais times da capital, PEC recebeu em 2016 por exemplo, trinta mil reais nesse repasse (Globoesporte.com). Porém, o que parecia bom se tornou um pesadelo, péssima campanha no campeonato estadual com apenas 1 vitória em 10 jogos, eliminação desastrosa na Copa do Brasil para o Salgueiro de Pernambuco que derrotou a equipe piauiense por 5 a 1. Na copa do Nordeste foram 4 empates e 1 derrota, o que pode ser considerada uma participação regular. Portanto, o ano que teoricamente teve mais investimentos, o time teve uma temporada abaixo da crítica, a pergunta que fica é: Só o dinheiro faz a diferença?

Na verdade, o Piauí Esporte Clube se tornou há algumas décadas um feudo, e ninguém sabe nada do que ocorre dentro do clube. O que é visível é uma má administração do atual presidente (ou quase eterno kkkk) e de toda sua trupe, os mesmos parecem não se importar com a história da instituição e se acham donos da mesma, não existe caras novas, apenas acordos sigilosos e times quase amadores para competições profissionais. O Enxuga Rato caminha a passos largos para fechar as portas, quem está no seu comando administrativo pouco se importa com os vexames dentro de campo e muito menos com o aumento da torcida (isso provoca mais cobrança), e muito menos de quebrar o jejum de 35 anos sem título. A série B parece ser o destino do Piauí, algo que já ocorreu em outras oportunidades, entre elas em 2008 ano que venderam o resto do patrimônio da Av Kenedy às escondidas e ninguém sabe detalhes do negócio (DÍDIMO DE CASTRO, 2008) e em 1957, oportunidade essa que o Piauí foi campeão da série B do piauiense.

Vários times regionais são exemplos de gestão, trabalham com orçamento reduzido e conseguem buscar formas de competir a nível regional e até nacional, Fortaleza e Ceará são exemplos, Operário do Paraná e Sampaio Corrêa outros e assim podemos citar diversos. Pode ser citado também o exemplo inverso, atualmente o Cruzeiro é o maior deles, o exemplo de como uma má administração destrói um clube de futebol, um exemplo de como pessoas sem amor e respeito a instituição podem manchar a história de um time. O que falta ao Piauí não é só dinheiro, falta trabalho, planejamento, estudo, diálogo, pode ser dito que falta tudo e principalmente o respeito e amor pela instituição, a atual diretoria presta um desserviço ao futebol piauiense e principalmente ao Piauí Esporte Clube...

CURIOSIDADES

Rui Lima foi outro craque memorável que passou pelo PEC entre os anos de 1977 a 1979 (nesse período foi também emprestado ao Flamengo do Piauí). Considerado por muitos um dos maiores jogadores da história do futebol piauiense, estando inclusive na seleção centenária do futebol piauiense. Com grandes atuações Rui Lima, e seu companheiro de ataque Cacá (grande jogador do PEC que fez dupla com Rui Lima) foram negociados com a Portuguesa de Desportos e posteriormente transferidos para o Marília.

Contratado pela Juventus (SP) em 1982, a expectativa era que o jogador chegasse a um grande clube de São Paulo. Contudo, a carreira de Rui Lima se encerrou antes do tempo pois, o mesmo faleceu por complicações de um acidente de transito quando tinha apenas 23 anos de idade. Em sua homenagem foi batizado de Rui Lima o ginásio poliesportivo inaugurado pela Prefeitura de Teresina, no bairro Bela Vista e o troféu ao destaque do Campeonato Piauiense. (http://sitedobuim.blogspot.com/2012).

Entre os vários nomes que merecem destaque na história desse clube temos o ídolo Nonato II (falecido em 2011 aos 68 anos), zagueiro que conquistou o tricampeonato pelo enxuga rato de 66 a 68. Ao lado do goleiro Batista, do lateral direito Tiuca e do volante Nonato Leite (ambos fazem parte da seleção centenária do futebol piauiense) fizeram história nos anos 60. Outro nome que merece destaque, de acordo com Dídimo de Castro é  do presidente João Gualberto Franco. Foi sobre sua presidência que o Piauí conquistou o campeonato Piauiense de 1985, batendo o Flamengo no Estádio Albertão, 16 anos depois do Tetracampeonato em 1969. No mesmo ano o Presidente João Gualberto realizou obras importantes na sede da Av Kenedy. Foi uma das melhores administrações que já tivemos nos clubes Piauienses (Cidadeverde.com/DIDÍMO DE CASTRO, 2018).



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar