Adorada pelos fãs e aclamada pelos críticos ingleses especializados em fantasia, Sarah Pinborough acaba de lançar no Brasil, o livro Veneno (Única Editora), primeiro volume da série Encantadas. A obra desconstrói os contos de fadas clássicos, dando-lhes traços mais humanos e contemporâneos

Mas antes de se tornar escritora de sucesso e em tempo integral, Sarah lecionou para adolescentes, período em que deu vida ao seu estilo característico e suas perspectivas originais, produzindo novelas e romances históricos complexos.

Essas características a levaram para trabalhar na televisão, onde tem contribuído com roteiros para a BBC, em dramas policias como ?New Tricks?, além dos direitos de sua trilogia The Dog-FacedGods, adquiridos para série de TV. Sua primeira obra, The Hidden (Leisure Books), está sendo adaptada para o cinema com o nome de Cracked, tendo na direção Peter Medak, de Species II e Romeo is Bleeding.

Na trilogia ?Encantadas? (os outros dois volumes contam a história de Cinderela e a Bela Adormecida), os leitores descobrem quem são os verdadeiros mocinhos e vilões dos livros de fantasia, em questionamentos que ocorrem quando a autora entra no íntimo dos vilões e nos mostra detalhes surpreendentes de suas vidas, mostrando que no fundo, não são tão maus assim.

Sarah foi vencedora do consagrado British Fantasy Award em 2009, na categoria Melhor História Curta. No ano seguinte, conseguiu o prêmio mais desejado, o de Melhor Romance, com a obra The Language of Dying.

Apesar de sua capacidade de construir histórias densas, macabras ou carregadas de sexo, ela também escreve romances de fantasia para crianças, sob o pseudônimo Sarah Silverwood.